terça-feira, 6 de abril de 2010

E a mídia social virou a mídia da vez

Por Erich Beting - Blog do Erich Beting - 29/03/10

Aqui no blog já comentei, ainda em setembro do ano passado, que as mídias sociais seriam a grande vedete da Copa do Mundo. Nada de mesa-redonda pós-jogo, com a análise modorrenta de comentaristas. Tudo em tempo real, com a opinião e a participação do torcedor, alçado à condição de comentarista da vez, podendo ainda dar o recado para os atletas, serem de fato ouvidos, conectarem-se a eles.

E isso vale para o bem e para o mal! Neste domingão tivemos um exemplo claro de como isso acontece. Alex Glikas é diretor comercial da Locaweb. Não é uma figura pública. Mas representa a empresa que, neste domingo, estreou o patrocínio de dois jogos para o São Paulo. Corintiano (assim como são os donos da empresa), Glikas não se conteve e tirou sarro do Tricolor em sua página na internet. São pouco mais de 200 seguidores, provavelmente quase todos eles amigos e conhecidos de Glikas, passíveis de entenderem a brincadeira e darem risada dela.

Só que algum jornalista (tinha de ser!!!!) viu a gozação de Glikas ao rival. E a história se espalhou. Ganhou chamada de capa nos sites, revoltou a torcida tricolor. Glikas retirou seu comentário do ar e publicou um pedido de desculpas aos torcedores.

Em seu perfil no microblog, agora, diz ele: "Sinceras desculpas à torcida e ao SPFC. No calor do clássico, o torcedor tomou conta do profissional. Não acontecerá de novo".
Em 140 caracteres veio a frase que comprova o quanto o torcedor, hoje, está ligado nas redes sociais, interagindo, interferindo, palpitando, mudando o rumo das coisas. A Locaweb teve de publicamente dizer que não vai retirar o patrocínio ao São Paulo. E que a opinião foi dada por um funcionário, não representando o sentimento da empresa. É a mídia da vez, que reforça o quanto é importante, para as empresas, para o esporte e para as figuras públicas, se policiarem com essa exposição aparentemente inofensiva.

É claro que Glikas não queria ofender o Tricolor, muito menos relacionou seu ato com o patrocínio recém-acertado. Foi a opinião de um torcedor. Como se estivesse na mesa do bar, ou no estádio, ou em frente à televisão.

A força das mídias sociais é tão grande que outra empresa, a Vivo, decidiu basear sua campanha de mídia para a Copa do Mundo nas redes. Comunicação feita por meio de personalidades selecionadas do meio esportivo e também da arte e da cultura. Para a empresa, que patrocina a seleção brasileira, será na mesa-redonda virtual o grande retorno de comunicação desse patrocínio. Blogs, Twitter, Facebook e outras quetais entram no escopo de atuação. Mídia nada convencional, mas que tem como grande diferencial a força de mobilizar as pessoas.
Colegas, qual o impacto no comportamento dos consumidores desta tendência?

33 comentários:

  1. Concerteza é “bola da vez" mídia social, muitos estão aproveitando disso, o grupo FEMSA, criou um perfil no orkut, entregando brinde para os consumidores do novo refrigerante Coca-cola Light Plus.
    Sem dúvida a internet com suas redes sociais, contribuiu para divulgação de uma marca ou a deixa cada vez mais forte.
    A internet, ou melhor, a mídia social abrange e fidealiza ainda mais uma marca e faz que determinado produto cresça.
    Isso é "pontapé" muito grande e essencial para de divulgar e foge do trivial, que é outdoor, jornal, revista, etc.
    A mídia social é método barato de fazer propaganda e não depende de muitos recursos para uma grande divulgação de produto. Esse meio é bem prático e sem que gaste milhões, para que dê certo um lançamento ou posicionamento de uma marca.
    Os publicitários de “plantão” tem que ficar mais antenado para os novos meios de divulgação e fugir dos métodos que são mais usados e conceituados

    ResponderExcluir
  2. Realmente concordo com o Ezimar. É a bola da vez.

    Cada vez mais as pessoas estão pedindo interação, como foi falado na ultima aula. E nada mais justo que criar as midias sociais, onde o publico pode participar integralmente de tudo que acontece. Ao invez de ficarmos assistindo sem fazer nada, recebendo informaçoes e ponto final. Estamos tendo a oportunidade ou estamos ficando mais exigentes, e assim interagimos com o assunto que gostamos.

    É possivel chegar até o consumidor de uma forma menos formal, fazendo com que saibamos de forma mais rapida a respota do publico diante de certa promoção.

    O mercado também pede isso. Pede que falamos o impossivel para estar sempre em contato com o nosso consumidor para entende-los e atende-los. Nao adianta dedicar o tempo ao marketing viral por exemplo sem que nosso consumidor nao tenha o direito de gritar se gostou ou nao.

    Um viva a liberdade e um: Fiquem espertos aos empresarios. rsrs...

    ResponderExcluir
  3. Ao observar as tendências atuais, fica claro que todas elas estão indo em direção a interação entre empresa e cliente. o consumidor tem grande impacto sobre os rumos que uma empresa pode/quer tomar. Acredito que as redes sociais farão cada vez mais diferença em como o consumidor vê a empresa, hoje temos que nos preocupar não só com o marketing da marca, mas também com o marketing pessoal de seus representantes

    Gabriela Delfim 7º período/manhã

    ResponderExcluir
  4. A emergência de novos meios de comunicação social é, atualmente, uma poderosa força de persuasão.
    Diante de tantas redes sociais, além de aproximar amigos, a informação é em tempo real sobre diversas notícias e acontecimentos, e é bem natural a expressão de opiniões sobre determinado assunto. A ideia é "compartilhar idéias", informações e, não há como entrar nestas redes sociais e não interagir.
    Existem várias ferramentas de mídias sociais que estão disponíveis, e não somente blogs e comunidades. A contribuição destas redes na mídia social está na capacidade de localizar conversas relacionadas a um tema específico, serviços ou produtos numa velocidade muito maior do que mídias como TV, rádio, pesquisas... As mídias sociais possibilitam as empresas de manter diálogo,entrar em contato com seus clientes, conquistar clientes através de blogs. Investir em criar conteúdo e informações úteis sobre serviços, produtos úteis aos seus leitores em blogs pode ser uma excelente estratégia de marketing e tornar uma importante ferramenta de diálogo com seus clientes/ consumidores como mostra o texto acima. Torna-se um contato direto com um grupo específico que tem um objetivo.

    Julienne Felício Pereira
    7ºPP - manhã.

    ResponderExcluir
  5. O impacto que fica claro é que o poder esta mudando de mãos, antigamente o consumidor não tinha voz, e com a criação dessas redes sociais o jogo começa a mudar e o consumidor começa a ficar ciente do poder que tem em mãos. Um fato interessante ocorrido esses dias foi o da choperia Devassa aqui em BH, depois da corrente de emails enviada falando do suposto "Índio" garçon do local, saiu na revista Exame da semana passada uma reportagem falando do caso (http://portalexame.abril.com.br/gestao/noticias/devassa-bh-usa-e-mail-redes-sociais-gerenciar-crise-imagem-547574.html?page=3). Agora cabe as empresas se adaptarem a esse novo comportamento do consumidor e não deixar seu filme se queimar com apenas uma parte do consumidor, que pode passar para outros gerando assim um viral imensurável. A choperia Devassa-BH passou por esse processo e conseguil contornar a situação da mesma forma, pela internet por redes sociais.

    --
    Paulo Fernando Nobre - 7°PP noite

    ResponderExcluir
  6. Não vejo isso como algo maléfico, como no caso do comentário Alex Glikas (Locaweb). Presenciamos a evolução constante das diferentes formas de comunicação, advindas da famosa expressão "Web 2.0".
    Caso o comentário de Alex Glikas fosse verbal e alguém tivesse gravado, a mídia daria a mesma ênfase. O que ocorre nas mídias sociais é que a velocidade é muito maior, ou seja, mais pessoas tem acesso a informação.
    Não há como prever as interações, contudo podemos fazer uma projeção, baseando-se em todas as ferramentas existentes. Creio que a Copa do Mundo será um marco nesse processo, levando as mídias digitais a um novo patamar

    ResponderExcluir
  7. Eu particularmente acho isso tudo SENSACIONAL, agora podemos fazer parte da emoção, podemos "entrar" em campo e além de simplesmente expressarmos nossa opinião, temos chance dela ser lida e interpretada por comentaristas do mundo inteiro.

    "Um salve pra galera do twitter, um salve pra galera do orkut, um salve pra galera do wireless, um salve pra mídia digital."

    O consumidor está mais próximo de seu produto e mais próximo de seu fornecedor. A mídia digital anda de mãos dadas com a TV, o Rádio, dentre outros meios, pois muitas vezes a informação é passada por eles e complementadas por nós através da internet.

    Programas de rádio fazendo promoções para quem enviar um determinado recado em um determinado tempo, programas de TV captando comentários em twitter e colocando ao vivo na programação.

    "Pequenas ações, GRANDES atitudes!"

    A tendência é interagir cada vez mais, uma ação puxa a outra, um comentário puxa o outro e por ai vai, crescendo e crescendo.

    Rodrigo Machado Dias Afonso
    7º Período de Publicidade e Propaganda - Manhã

    ResponderExcluir
  8. Sempre existirá um lado positivo e um lado negativo para todas as coisas.

    É realmente muito válido para todos nós toda essa interação que as redes sociais e mídias digitais permitem. É importante para as empresas, que podem captar informações e a opinião geral do público que tem consumido seu produto; e é importante também para esse público, que, geralmente, busca experiências de outras pessoas e se baseia na opinião dos outros para se informar sobre um determinado produto ou serviço.

    O problema é quando a opinião divulgada é negativa, como no caso da Devassa, já conhecida por muita gente aqui em BH. Nesse caso, a velocidade da informação permitiu que a imagem da cervejaria fosse totalmente prejudicada, devido a um simples email que, replicado várias vezes, se tornou um "viral" negativo para a empresa.

    Cabe a nós e, principalmente, às empresas ficarem atentos a esse mundo digital, pois a informação ali transmitida deverá ser muito bem pensada, para que o "feitiço não vire contra o feiticeiro."


    Raphaella Nereu, 7º PP/noite

    ResponderExcluir
  9. As mídias sociais são totalmente democráticas. Um torcedor pode se tornar figura de referência para os demais no momento em que cria um blog e nele publica idéias pertinentes a respeito.

    Dentro disso, o blog ganha respeito, passa a ser patrocinado, cria opiniões, etc. As mídias sociais figuram não só no meio esportivo, mas em qualquer outro meio onde possa haver interferência pública. Hoje em dia, presidentes de clubes, políticos, atrizes, cantores deixam em seus blogs e microblogs um canal de comunicação aberto com seus fãs e adeptos.

    É uma mídia em constante crescimento, QUE NÃO PERMITE GAFES. Um mero erro ortográfico já é motivo para eles (os jornalistas) cairem em cima com uma opinião adversa e irônica.

    As empresas devem investir nesse novo setor, pois é o que mais permite aproximação do consumidor.

    ResponderExcluir
  10. Vitória para o Consumidor!

    Assim podem ser definidas as mídias sociais, afinal não existe outra capaz de fazer a aproximação de um consumidor com seu objetivo.
    As empresas em geral e todos que necessitam de um feedback, recebem um retorno, muitas vezes até imediato.
    Um artista por exemplo, consegue se comunicar com seu fã, logo após o término de sua apresentação e questionar sua opinião sobre a mesma, além de receber a resposta de vários deles de uma só vez.
    O interessante de tudo isso é que esta ação pode ser por exemplo no caminho da volta pra casa e até mesmo através de um simples celular.

    Essa possibilidade faz sem dúvida com que o consumidor saia ganhando, afinal as suas reclamações serão ouvidas com mais zelo.
    Mesmo porque, quando você não é bem atendido, fica fácil espalhar em fração de segundos uma imagem negativa desta empresa ou pessoa.

    Geralda Cristina Lino - 7. PP/Noite

    ResponderExcluir
  11. Relamente as redes sociais vem dominando o mercado de comunicaçao massiva.As empresas ou marcas, estao aproveitando o mercado com essa tedencia de crescimento, pra divulgar produtos, serviços e ate campnhas convencionais atraves das redes soiais.Uma forma mais barata e direta para atingir o publico alvo e agregar valor a marca com um possivel retorno imediato.e a cada dia o consumidorfica mais bem informado i exigente em relaçao aos serviços prestados pelas empresas.
    Walisson ap.
    7ºpp noite

    ResponderExcluir
  12. O impacto no comportamento do consumidor, com a escolha de uma publicidade intensa na rede, vai fazer com que o conteúdo produzido seja comentado, podendo ter intervenções do próprio público alvo da mensagem da campanha. E esse acontecimento é a famosa interação com o público que a internet permite.
    A escolha da Vivo deve ser bem vinda, ainda mais tratando-se de futebol. Todo mundo gosta de dar palpite ou liberar as emoções através de um comentário aqui, ou uma visita em sites de futebol ali, e por que não em propagandas sobre futebol? O impacto vai ser grande, os internautas vão clicar sobre os links relacionados e vão participar. É algo de interesse público e patriota.
    Em relação as outras empresas de segmento e interesses diferentes, a mídia social, acima de tudo, deve se adequar ao público dessa empresa. Se adequar, é sucesso certamente.

    ResponderExcluir
  13. As redes sociais está com a força toda para ter mais impacto na divulgação de produtos e serviços, além de reforçarem a marca e a reputação de uma personalidade pública.
    Essas novas mídias vem sendo como um contato imediato, 24hs, entre os integrantes do grupo, no qual nem sempre tem um tempo de se encontrarem para um happy hour. Assim, discutem assuntos, as famosas "piadinhas internas", no qual apenas o grupo em que ele pertence irá entender sobre o assunto, e sendo mal interpretado pelos demais. Este é um risco q marcas e celebridades podem correr se não analisarem antes de postarem seus comentários.

    ResponderExcluir
  14. Demorou pra empresas elevarem a sério as mídias sociais né?! O orkkut virou uma febre no Brasil, assim como o twitter e o facebook pelo resto do mundo. Acredito que a tecnologia deixou a linha que distanciavacleinte e empresa um pouco mais fina. Um bom planejamento pode gerar bons resultados nesse caso, pois, essa exposição das empresas via web pode muito bem fidelizar clientes. Eu mesma, gosto muito mais de fazer compras em empressas que mantêm seus perfis atualizados.

    Josiele, 7º PP- Noite

    ResponderExcluir
  15. Novas mídias, multimídia... Termos que sugerem uma pluralidade e/ou interação das mídias, que agora, além de conversarem entre si, estão inseridas, umas nas outras, como no caso das mídias sociais - como o próprio nome, nos diz, por si só, é uma mídia - , presentes na internet (outro meio midiático).

    Como explicitado no texto, as mídias sociais - assim como as diversas - têm que ser estudadas e respeitadas como um eficiente meio de comunicação, massivo, ou não.

    O alcance destas mensagens para o consumidor é de tamanha importância, pois, através da internet, mais especificamente, nas redes sociais é possível, segmentar e selecionar fundamentalmente o target, de uma maneira ágil e inteligente.

    Uma mensagem bem construída e canalizada disseminada em mídias sociais é uma poderosa aliada, de teor mercadológico, porém deve-se tomar o cuidado e ter o discernimento de reconhecer que sua recíproca é tão verdadeira quanto.

    Rodrigo Firmo Emediato
    Manhã

    ResponderExcluir
  16. Este caso é bem parecido com o acontecido a um mês, protagonizado pelo Diretor do Corinthians e filho do Presidente Lula, o "Lulinha", nas vésperas do jogo do São Paulo x Monterrei (mex), ele publicou no Twitter: "Amanhã tem Monterrei X Um monte de Gay".

    Uma referência à uma brincadeira feita aos torcedores do SPFC (chamados de gay ou Bambi), que gerou muito protesto e imediata retratação.

    A internet é um multiplicador de fatos como estes, nada que se diz, fala ou aparece na web passa despercebido. E o pior, "caiu na web, vai pro mundo todo."

    O torcedor é voz, palavra e opinião e as pessoas públicas, dirigentes e clubes, torcedores, ainda não sabem qual seu real papel neste novo meio.

    ResponderExcluir
  17. Tudo o que é novo precisa ser aprimorado, as mídias sociais são uma nova maneira de aproximar-se do publico, esse formato tem como interesse vender a marca da empresa e não exatamente o produto, mas por ser uma ferramenta relativamente nova na questão do uso comercial ela precisa ser aprimorada e ponto importante é que as pessoas entendam e aprendam a usa-la, sobre o mundo do esportivo como torcedor e estudante de comunicação vejo possibilidades reais de alguns pontos antes inimagináveis se tornarem verdade e fazerem parte deste ciclo, nunca se imaginou que o torcedor pudesse ter tanto poder e fosse tão ouvido quanto será de agora em diante, assim como não imaginávamos o poder que o consumidor tem e que o conquistou ja há algum tempo

    Fernando Amorim

    7º PP - Noite

    ResponderExcluir
  18. Mas será que tanta informação ajuda?
    É óbvio que as redes sociais aumentaram as opiniões mas devemos nos perguntar se tanta informação vira vantagem ou desvantagem. Ao meu ponto de vista percebo que essa demanda pode atrapalhar a comunicação uma vez que os grandes empresários tentam de todas as formas a atender ao público. No caso postado sobre Glikas, acho desnecessário ter retratações levando em consideração que até mesmo ele tem suas opiniões. Por que eu posso entrar no blog dele, ser seguidor das idéias dele e de uma hora que eu julgo não compartilhar dos mesmos pensamentos simplesmente bombardia-lo? O papel dos jornalistas será sempre o mesmo: Colocar lenha na fogueira.
    As opiniões postadas têm grande valor, mas o que não dá é ficar o tempo todo se retratando para desculpar por opiniões postadas. Cada um sabe quem "seguir" e é apartir desse pensamento que eu digo que as informações dadas nessas redes, nem sempre podem ser fidedignas com pensamentos.
    Posso simplesmente dizer absurdos, pedir loucuras e se ninguém gostar ou se sentir ofendido:
    "FOI MAL, NÃO PENSO MAIS ASSIM." (Eu só quero é agradar!)

    Jordana Barros - 7º PP manha

    ResponderExcluir
  19. Realmente, quem está ligado ao que acontece nas midias digitais e o consumidor "torcedor" interfere muito no seu comportamento. Essa comunicação por intermédio de sites, já é uma grande tendência, desde de participações em jogos ao vivo por canais de televisão, que por ventura tem a participação on line e em tempo real. Já os sites de relacionamentos e sites em geral são uma boa fonte de informações, porque há sempre discurssões referente ao seus times, vídeos, notícias e até mesmo até uma mesa redonda para discutir as partidas. Para oa patrocinadores dos sites também há uma vantagem, porque sua marca pode agregar valor em suas comunicações, relacionadas ao tema futebol e aparecer frequentemente para os brasileiros, que são apaixonados por futebol e não deixariam de dar opiniões, que em muitas vezes não conseguem separar sua paixão por seu trabalho.

    Celso Rodrigo 7º PP manhã

    ResponderExcluir
  20. Ana Paula disse....
    Cada vez mais as mídias sociais estão tomando conta na vida das pessaos, é um método onde o público possa interagir e participar de tudo que acontece devido ao uso de várias ferramentas, transformando informações em tempo real. As mídias sociais tem como objetivo de fazer com que empresas possam ficar mais próximos de seus clientes, pelo fato de termos hoje consumidores muito mais informados e exigentes. Essa têndencia leva em conta um bom posicionamento de uma marca e de poder fidelizar possíveis clientes. Como dito em sala de aula, é um contato direto de grupos que compartilham o mesmo objetivo.

    Ana Paula Santos Andrade 7º PP/NOITE

    ResponderExcluir
  21. Hoje é fato de que as redes sociais fazem parte do dia-a-dia das pessoas, tanto ela profissional, torcedor, espectador, não importa qual é o perfil direcionado, a partir do momento que a pessoa se expõe ela será julgada. Acredito que esse avanço da participação das pessoas com tudo que acontece no mundo é muito bom, mas ao mesmo tempo a privacidade esta cada vez menor, pois como aconteceu com o Glikas, um simples comentário pode tomar proporções maiores do que o esperado, de uma brincadeira virou uma ofensa pessoal para a torcida rival.
    As pessoas tem que tomar cuidado com o que elas representam para sociedade, antes de "jogarem" um comentário na rede. Quando vc torna sua opinião pública, vc deixa de ser um simples telespectador ou torcedor, pois se torna um formador de opinião e as pessoas levaram a sério tudo que vc disser e interpretaram como bem quisserem.

    Renata Perez - 7° perído Noite

    ResponderExcluir
  22. Toda nova tecnologia tem um poder extremamente benéfico e/ou maléfico, basta o consumidor desta, escolher de que forma ele irá usufruir - lá. A web 2.0 é um exemplo, pois ela é altamente poderosa, até mesmo porque não é um meio engessado, onde os expectadores só 'assistem' o que está ocorrendo no mundo, sem expor sua opinião para o meio.

    O twitter virou mania nacional, onde anônimos, celebridades, empresas e até os políticos, estão usando para expor ideias, opiniões e tentar ganhar popularidade, mas também não podemos deixar de lado, o fato de que muitos são usados da pior maneira possível, expondo pessoas, criticando de forma negativa certos assuntos, etc.

    O que acontece é que nunca um meio terá um só lado da moeda! Mas diante disso, vejo de uma maneira muito positiva, a introdução das mídias sociais na Copa do Mundo, pois futebol é a paixão do brasileiro e isso irá marcar essa Copa de 2010.

    Sthéfane Domingues - 7º PP/Noite

    ResponderExcluir
  23. Um dos fatores interessantes é o fato de que a "voz" do consumidor agora é mais valorizada. Uma simples opnião pode causar um efeito gigantesco nas Redes Sociais e afetar diretamente um produto, um programa de tv, etc.
    Vale a atenção dos setores de comunicação em interagir e saber "ouvir" o seu consumidor.

    Bárbara Ribeiro - 7º PP Noite

    ResponderExcluir
  24. As midias social chegaram e isso é otimo.Hoje com com essas midias as empresas tem um Feed Back dos consumidores praticamente on-line, e com isso elas conseguem interferir nas reações dos consumidores, tentando minimizar os fatos negativos e justificando o que ocorreu, e tb valorizando o que estiver sendo dito de positivo para saber que está no caminho certo.

    Sérgio Augusto- 7º PP manhã

    ResponderExcluir
  25. Essa nova tendência da tecnologia da comunicação é de extrema importância e valor para a decisão de compra dos consumidores que têm esse acesso.
    Hoje as redes sociais, são uma âncora de reais atividades, reais inforçaões, ações, de atualidades, e de desenvolvimento. Quem está ali tem muito crédito para informar o que tem acontecido, o que tem sido valorizado marcadologicamente falando, o que está sendo aceito, o que está sendo investido!!
    Portanto observar, se infiltrar, analizar e agir por estas redes, são de um retorno sem erro para este público.
    O caso deste funcionário é uma prova de que essas redes, não passam apenas de um coffe-break, e sim uma área de muita visibilidade e seriedade!

    ALUNA: Thalita Maciel Oliveira
    Turno: Manhã
    7º Período
    RA: 1014828

    ResponderExcluir
  26. As mídias sociais se difunde tanto com um grande numero de pessoas, que o que é exposto ali toma uma grande dimensão. Fazendo com que um comentário bobo sem relevancia, se torne mais importante do que um fato ocorrido.
    Ao fazer uso de uma mídia social temos que ter consciencia que nossa mensagem chegará a varias pessoas com perfis sociais divergentes do nosso, podendo nos interpretar de maneira erronia, fazendo com que uma certa credibilidade virtual criada caia por terra, por uma simples expressão de opinião.

    Aline Vitoriano Meirelles/7°período/PP/Noite

    ResponderExcluir
  27. A mídia social cada vez mais presente nas nossas vidas por ser uma forma mais fácil de troca de informações uma forma mais instantânea com ela eu descubro outros tipos de visões, opiniões e experiências do meu consumidor, essa fusão social e tecnológica me propõe compartilhar e saber a opinião verdadeira de um determinado consumidor.
    Kélvia Botelho 7º pp noite

    ResponderExcluir
  28. ARTUR ANDRADE gritou...

    Mídia Social virou palanque para consumidor. Tanto pra elogiar, indicar comentar, curtir ou adorar, tanto para meter o ferro e detonar com um produto/serviço/pessoa/clube de futebol. É claro que as empresas têm que fazer o papel delas e o consumidor tem o direito a opinião. O problema (para as empresas) é que cada vez mais essa opinião tem sido expandida. Problema para alguns, oportunidades para outros. Clássicos são os exemplos das empresas que aproveitam destes comentários para sair por cima e conhecer cada vez mais seus consumidores. O Sprite fez isso atualmente com o Sprite 2.0, o Nescau que voltou com a fórmula e a edição antiga do seu produto depois de ouvir consumidores pela internet, mas o meu case preferido é o do Doritos que deu um presente aos seus consumidores internautas que pediram um Doritos 5 kg.

    ResponderExcluir
  29. Para expressar meu apoio as redes sociais, meus próximos posts serão de no máximo 140 caracteres. Goste ou não senhor Cláudio.
    Artur Andrade

    ResponderExcluir
  30. A tendência do consumidor diante desse quadro, é a crescente utilização dessas redes sociais.
    Quem não vai querer fazer parte disso, poder comentar, ver comentários, interagir com outras pessoas.
    Acredito que essas redes, principalmente o Twitter, estarão tomando um espaço muito grande, numa velocidade muito rápida. E o resultado, não somente o consumidor, mas também as empresas farão e já fazem parte desse mundo.
    Confesso que meu interesse era baixo por esse tipo de rede social pela internet (twitter), porém hoje, me desperta interesse, por essa grandeza de interação existente.

    Hany Cintra Lara
    7° PP noite

    ResponderExcluir
  31. As redes sociais vem sendo usadas cada vez mais, sendo por pessoas comuns como por programas de TV, como um meio de comunicação e um modo de ter essa ligação entre eles e o espectador.
    Isso também serve para empresas, que mantem um contato maior com seus consumidores através dessas redes (Twitter, orkut e etc...) podendo receber feedback sobre seus produtos/Serviços.
    A tendencia é que não só classe A e B desfrutem desse meio, mas também outras classes, que antigamente nao tinham esse poder de contato com a empresa.

    Thiago Meira - 7PP - Manha

    ResponderExcluir
  32. Um dos pontos positivos que as redes sociais trás é a urgência com que as informações são propagadas. É fato que o mundo não passa um dia sequer sem alguma polemica para alimentar os noticiários e a internet
    As redes sociais deixam à mídia tradicional para trás no que diz respeito à velocidade com que a informação é enviada. Segundo informações até mesmo os grandes veículos como a Rede Globo, através do Jornal da Globo, utilizaram a ferramenta com o twitter para alimentar o noticiário.
    Isto mostra que a internet vem desenvolvendo um papel importante nos últimos anos no que diz respeito a velocidade de informação principalmente nas redes sociais, a utilização dessas redes oferecem inúmeras possibilidades o principal é deixar as pessoas mais criticas e apitas a requerer os seus direitos.
    Fernanda Monteiro 7º PP noite

    ResponderExcluir
  33. A tendencia e que os consumidores passem a observar cada vez mais os reflexos da imagem que o produto gera nas midias sociais.
    Podendo assim mudar seu habito ou intensão de compra sobre determinado produto.
    Muitas empresas ja se preocupam com o gerenciamento da sua imagem nas redes sociais e estão investindo em profissionais quem tenham dominio em redes sociais para que possam gerenciar a imagem da marca e detectar possiveis problemas antes que tomem dimensões maiores dentro das redes sociais.
    As redes sociais e uma ferramenta que espalha informação muito mais rapida que outros meios de comunicação e isso pode ser um perigo.
    Alem disso o consumidor ganha mais espaço para poder reclamar,falar bem ou mal do produto e trocar informações com outros usarios.

    ResponderExcluir