domingo, 21 de agosto de 2011

84% dos internautas brasileiros assistem vídeo online

Da Redação da Tela Viva News - 11/02/2011, 17h59

A grande maioria dos brasileiros que acessam a Internet busca vídeos online. Segundo a pesquisa Estado da Internet no Brasil, da norte-americana ComScore, 84% dos internautas assiste vídeos na Internet. A pesquisa contabiliza pessoas com 15 anos ou mais que acessam a Internet de casa ou do trabalho, descartando aquelas que acessam apenas em outros ambientes, como lan houses. Mesmo assim, a pesquisa aponta que 23% da população brasileira consome vídeos online. O internauta brasileiro assiste, em média, 79 vídeos por mês.

Prezadas e Prezados, sendo com quase 70% da verba publicitária nacional vai para a TV aberta, como esse novo comportamento está afetando, deve ou irá afetar o próprio consumo de mídia e sua vida como publicitário? Por outro lado, recentemente foi divulgado que a verba publicitária para TV aumentou mais de 10%. Como explicar esse paradoxo?

28 comentários:

  1. Podemos dizer que infelizmente as organizações que investem em mídia estão desatualizadas em desconsiderar os hábitos de consumo de seu público. Certamente devem investir muito em TV por ser a chamada mídia de massa, mas qual massa querem atingir...
    Talvez o paradoxo seja ignorar estudos e pesquisas.

    ResponderExcluir
  2. Luis Mascarenhas – PP noite
    A maior parte do bolo publicitário gasto em veiculação vai para a TV aberta pois esta é uma mídia muito cara e como para ser lembrado se deve-se ser visto esta modalidade de veiculação exige um alto investimento.
    Este aumento de 10% eu atribuiria aos anunciantes que durante esta crise econômica resolveram investir em comunicação e conseguiram negociações excelentes.
    Já os vídeos de internet vem apresentando uma nova maneira de publicidade, a algum tempo o provedor globo.com que veicula comercial de menos de 10 segundos antes de depois do vídeo principal.
    Segundo este padrão o you tube começa a veicular comerciais antes e apos o vídeo principal. Mas este é uma adaptação do vídeo para a TV aberta, mas pode ser ignorado apos alguns segundos. Mas como boa parte dos produtos Google são Beta, acredito que ainda deve ser aprimorado.

    ResponderExcluir
  3. Thiago Augusto Fonseca de Almeida - Publicidade e Propaganda23 de agosto de 2011 11:17

    Na internet se encontra um ambiente diferente do convencional. O individuo neste ambiente busca materiais diferentes e formas de entretenimento diversificados, materiais que não obteriam de outra forma. E para abordar este consumidor, a empresa deve adaptar sua publicidade a este meio do forma a conquistar este consumidor em específico; além do mais, aplicar sua propagando por meio online se mostra muitas vezes mais economico e eficiente pela possibilidade de share mais agilizado e impacto no target.

    ResponderExcluir
  4. Leonardo Machado - PP noite
    Bom, a princípio, acho que o aumento de pessoas com acesso à internet - e também com um poder aquisitivo considerável - pode ter ajudado neste "boom" que está virando o acesso à vídeos on line. E por que assitir vídeo on-line? Não têm intervalos comerciais, facil comando, replay, entre diversos outros fatores que a TV aberta não disponibiliza aos usuários.
    Uma grane oportunidade é a utilização deste meio como mídia, cercando e vencendo o usuário pela repetição das informações.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Hoje em dia ainda se investe muito em mídia - TV aberta. É um meio caro, onde as agências ganham comissões altíssimas dependendo do horário em que é veiculado o anúncio.
    Acredito que mesmo com o "boom" de vídeos na internet, que grande parte dos brasileiros acessam, a TV aberta ainda terá seu espaço.

    O que estamos vendo muito agora é como o Luís disse acima, alguns provedores estão abrindo espaço de 10 segundos para pequenos anúncios antes dos vídeos (YouTube, Globo.com, etc).

    São 2 meios que podem ser usados em conjunto dependendo da campanha e o target em foco.

    ResponderExcluir
  7. A TV ainda é a mídia que atinge melhor o publico-alvo. É uma mídia de massa, que dificilmente vai perder completamente seu espaço. Existem varios cases de sucesso de ações que tiveram otimo alcance usando somente a interner, mas essa ainda continua sendo uma mídia de apoio para a maioria dos casos. Estamos atravessando por uma grande mudança e reinvenção da publicidade, e estará a frente quem souber lançarmão de novidades. Acredito que ainda falta alguma coisa para dar mais sustentação a Internet para que ela seja uma mídia pelo menos parecida com a Tv.

    Fabio Colares

    ResponderExcluir
  8. Kênia Aparecida - PP25 de agosto de 2011 06:38

    Concordo com o Fabio, quando diz que a internet é ainda uma mídia de apoio a TV.
    Acredito que por mais que a mídia da TV esteja saturada, ela jamais perdera seu espaço e deixar de ser uma mídia de massa, um dos motivos é o fato que a maioria das pessoas mais velhas, não gosta de assistir vídeos via internet.
    Conforme o texto, a pesquisa contabiliza pessoas com 15 nos ou mais que acessam a internet, ou seja, o target que assiste vídeos via internet é de pessoas novas.

    ResponderExcluir
  9. A verba publicitária para TV aumentou mais de 10%, devido a internet e as redes sociais vieram para ficar. São conquistas das sociedades por se expressar, por participar, por se informar, por se educar e por se divertir. Novas formas de comunicação estão nascendo baseadas nas TVS, vão aos poucos se transformando , influenciada pela necessidade de responder a ânsia de interação dos indivíduos e grupos sociais.
    Patrícia Brandão = PP NOITE

    ResponderExcluir
  10. Bruna Carolina

    PP – Noite

    Esse comportamento acaba nos afetando, pois nós como publicitários devemos nos habitar a esse novo comportamento e nos atualizar com as novas mídias que estão surgindo.
    Fazer um estudo para esse novo comportamento é essencial, onde o consumidor tem um dia cada vez mais corrido e vê a internet como um meio, mas rápido e de fácil acesso.
    Entretanto com a notícia que a verba publicitária para TV aumentou, fica difícil explicar esse paradoxo deixando meio contraditório, pois de fato, a TV sempre foi um meio de veiculação de massa e que sempre foi bem vista pelos clientes.

    ResponderExcluir
  11. A tv sempre foi e continuará sendo uma mídia assertiva, contudo, percebemos claramente uma mudança de visão no mercado publicitário em relação a investimentos de mídia, isso tanto das agências como dos clientes. Estamos cada ves mais conectados a internet, nosso consumos de mídia vem se moldando há algum tempo neste sentido, claro que de forma lenta, mas grade parte dos profissionais de comunicação perceberam que investir na mídia On line pode trazer benefícios a um custo menor para os clientes, visto que a interação deste tipo de mídia tem um poder de disseminação enorme. Vele ressaltar aqui que outros tipos de mídias/ações estão sendo mais utilizadas pelos agentee de comunicação. É o que pode ser verificado nestes links: http://www.umacoisaeoutra.com.br/marketing/socorro.htm


    Cristiano PP noite.

    http://www.mundodomarketing.com.br/15,6642,trade-marketing-divide-opinioes-e-a-verba-de-marketing.htm

    ResponderExcluir
  12. Está bem claro, que nos publicitários teremos que nos adaptar nessa nova mídia, pois a internet hoje é um meio que a cada dia que passa vem crescendo, mas acho que independente disso a TV continuará sendo a melhor mídia, pois sabemos que hoje nem todos tem acesso à internet.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Considerando o momento em que nos encontramos, a web 2.0 tem se destacado mais e mais dentre as mídias de massa, acredito que atualmente não se deve pensar mais em publicidade somente televisiva, impressa, ou através de rádio.
    É de extrema importância saber em qual mídia falar e não deixar de dar sua devida atenção a viralização que hoje é o boca a boca virtual.Sempre existirá a publicidade correta para determinado meio, o que é preciso focar no momento é como trabalhar com a tecnologia a nosso favor sendo ela virtual ou não, temos uma verba maior destinada a televisão que também tem sua força no mercado atual, o importante é saber como se fazer algo criativo e não deixar com que as pessoas percam o hábito de ver televisão.
    Saber como usar o hábito dos consumidores á nosso favor sem deixar que a televisão caia no esquecimento.

    Camila Gonçalves PP Noite

    ResponderExcluir
  15. Rosana Gabriela PP noite

    Acredito que o assunto no momento em que estamos a passando é a convergência das mídias, falar de internet e televisão é o mesmo que discutir a importância de cada um desses meios no processo de comunicação.
    As emissoras de televisão, ainda que soberanas no que trata da grande massa, não querem perder a sua igualdade. Porém, a internet cresce cada vez mais, tanto em número de usuários como em relação à quantidade de informação e entretenimento disponíveis. Pensando assim, ou a televisão adapta às ferramentas oferecidas pela rede ou tende a perder cada vez mais seu espaço, devido a nova geração que está cada dia mais cedo ligada a internet e entretenimentos digitais.
    Porém na atualidade o investimento na TV tem aumentado, ela ainda é uma mídia tradicional, e que tem seu espaço pois, nem todos os públicos têm acesso a internet; exemplo a terceira idade em sua maioria não está acompanhando a rápida evolução da internet. Penso que nenhum meio possui como meta abolir o outro. Pelo contrário, hoje a questão a ser discutida é a convergência das mídias e a internet apresenta-se como um meio integrador ainda.

    ResponderExcluir
  16. Bem simples. Vão deixar de fazer propaganda de 30 segundos? Ainda é inviável. Por que se o cliente não anunciar, o concorrente anuncia. E para não perder isso, ele fica "obrigado" a manter a mídia.
    O que nós temos que propor para o cliente junto a esses dados, é, mostrar que existem novos tipos de mídia. Começar a criar para todas as mídias possíveis (do perfil do target), e fazer com que o target tenha interação/experiência com a marca.
    Mas que tendência é web, é um fato!
    Só fico pensando como as agências vão se virar daqui uns anos, pois se hoje 80% da receita de uma agência é mídia, e tudo está migrando para web (custo baixo em relação a mídia tradicional), muita agência vai quebrar se não entender o mercado.

    ResponderExcluir
  17. Estes são dois paralelos que mostram o quanto a ferramenta da publicidade é necessária e que não importa quais serão os novos meios criados, ela sempre vai estar presente.
    Sobre a questão do aumento da verba para a TV, acredito que apesar de muitos brasileiros assistirem a vídeos online, ainda existe a maior parte que assiste TV.
    Não acredito no fim da TV, como alguns dizem. Acredito em uma renovação, com o advento da TV digital, mas as emissoras precisam da publicidade pra sobreviver e não vão abrir mão dela facilmente.
    Sobre a Internet, o Youtube agora está com a experiência de colocar propagandas antes do executar os vídeos. Os usuários tem a opção de pular o anuncio, mas algumas vezes, a opção não aparece e a pessoa é obrigada a assistir. Não sei se essa é a melhor forma, porque as pessoas na maioria das vezes que entram no youtube estão procurando lazer, ou algo diferente da TV.
    Acredito que seja preciso rever ainda uma melhor maneira para inserir a publicidade nos canais de vídeos.

    ResponderExcluir
  18. Danielle Sequeira Rodrigues
    UNA PP - Noite

    A internet tem seu lado, seu espaço, seus seguidores, mais ela ainda não substitui a tv aberta e dificilmente irá tomar total conta do telespectador/internauta. A publicidade dos 30" e 60" ainda são de maior importância no meo publicitário, tirando qualquer risco de nós publicitários/criadores/mídias, pois ainda é o meio digital de maior alcance ao público alvo e de venda, principalmente nessa crise que volta a acontecer, onde todos precisam de maior divulgação. Acredito que esse paradoxo possa ser desconsiderado. Creio que a internet venha crescendo cada dia, porém não tomando o espaço da tv, que sim cresce mais ainda em relação ã internet.

    ResponderExcluir
  19. Adriane Sequeira Rodrigues
    UNA PP - Noite

    Com a diversidade de mídias, o Publicitário tem de procurar maior interação com todas elas e estudar uma maneira de encaixar todas conforme a necessidade do cliente para que cada vez mais, ele possa estar inserido na vida do publico que quer atingir. Com a TV digital proposta pelo governo e as tecnologias sendo melhoradas a cada dia a interação com o publico ficará melhor distribuída e com certeza todas um dia serão bem utilizadas. Não acho que alguma um dia pare de existir. Somente que estarão cada vez mais completando a necessidade da outra, ou seja, estarão em sitonia.

    ResponderExcluir
  20. Creio que vamos manter por muito tempo a veiculação por meio da tv, pois atingimos ainda a massa por meio dela, mas sem deixar de evoluir com as novas mídias que nós como publicitários devemos nos adequar a qualquer tipo de mídia que venha a atingir um determinado grupo, deve se entender que se a internet esta crescendo cada vez mais, e que estamos lidando com publico cada vez mais informado e mais difícil de lidar, procuremos estudar esse tipo de comportamento para com isso ter a mesma linguagem dos mesmo e suprindo então suas necessidade e desejos por meio desses meios.

    Rodrigo Pereira da Silva pp noite

    ResponderExcluir
  21. Esse tipo comportamento é bom também para a publicidade pois, alem de conseguirmos conquistar o publico pelos meios "tradicionais" o consumidor ainda tem a oportunidade de ver o vídeo de um determinado produto quantas vezes quiser e ainda transmitir esse vídeo as outras pessoas do seu ciclo de amizade fazendo com que muitas outras pessoas o veja e assim divulgando ainda mais o produto, e fazendo com que a marca fique mais presente na cabeça das pessoas, isso é bom para empresa e não tem custo nenhum.

    Camila de Paula Q. Silva

    ResponderExcluir
  22. Bárbara Carvalho Alvares da Silva5 de setembro de 2011 10:32

    A solução é adaptar a essas mudanças, estudando essas novas mídias e aproveitando a oportunidade de trabalhar com ferramentas novas. Acho que a televisão não perderá seu lugar e anunciar na TV continua dando muito retorno para as empresas. Se a verba publicitária da TV, que já era alta, aumentou ainda mais, é por que eles têm certeza que o numero de anunciantes não vai cair e os anunciantes que optaram pagar mais caro também tem consciência de que o anuncio continua dando retorno. Como as novas mídias são baratas e as vezes saem até de graça, acho que elas ficam como suporte para as mídias convencionais.

    ResponderExcluir
  23. Acredito que os publicitários terão cada dia que se renovar e serem mais criativos, como o consumidor anda mais disperso pela velocidade de acesso a informação muita coisa acaba passando despercebido, essa é a importância do poder criativo,
    As mídias se adaptam com o tempo uma complementa uma a outra (exemplo Rádio e TV).
    Os publicitários terão que se adaptar aos meios.
    Mas ainda a TV é a maior mídia de massa e por isso seu aumento de verba.

    Daniel Carvalho
    PP Noite

    ResponderExcluir
  24. A tv aberta e ainda a melhor forma de atingir a midia de massa.Na internet se encontra um ambiente diferente do convencional. O individuo consegue filtrar o material ao qual lhe agrada, tendo o previlegio de ver quando quizer. E para abordar este consumidor, a empresa deve adaptar sua publicidade a este meio do forma a conquistar este consumidor em específico; alem de conseguir ter uma persuassao muito maior alem de ser mais economico que na tv.Os profissionais de comunicacao precisam ficar atento a essa nova midia e ao novo consumidor.

    ResponderExcluir
  25. Thiago Junio Pp Noite -

    A tv aberta e ainda a melhor forma de atingir a midia de massa.Na internet se encontra um ambiente diferente do convencional. O individuo consegue filtrar o material ao qual lhe agrada, tendo o previlegio de ver quando quizer. E para abordar este consumidor, a empresa deve adaptar sua publicidade a este meio do forma a conquistar este consumidor em específico; alem de conseguir ter uma persuassao muito maior alem de ser mais economico que na tv.Os profissionais de comunicacao precisam ficar atento a essa nova midia e ao novo consumidor.

    ResponderExcluir
  26. Rafael Figueiredo - PP NOITE.
    O paradoxo se explica com uma simples frase:
    Todas as formas ainda são rentáveis.

    O processo de mudança do "reinado" dessas mídias será devagar, porém constante. Em alguns anos, a internet será a maior fonte de renda de grandes agências e o grande ponto de investimento das monstruosas empresas. O consumidor dita o mercado, e cada vez mais temos pessoas digitalmente incluídas que permitirão essa mudança.
    A tv ainda tem gigante alcance, mas em décadas, se tornará obsoleta tal qual se tornou o video-cassete, graças ao aumento da facilidade de se obter um computador e conexão.

    ResponderExcluir
  27. Acredito que as empresas que investe em mídias ainda não tem confiança nessa nova ferramenta de comunicação que é extraordinária. Por outro lado já existem varias empresa que vem tendo um olhar especial sobre esse espaço que não está sendo utilizado como deveria e estar aproveitando de uma mídia barata e que atinge muitas pessoas.

    ResponderExcluir
  28. Mesmo estando vivendo em um mundo que esta cada vez mais On, ainda temos pessoas que preferem investir pesado em propaganda em TV aberta. E porque? Porque o mercado on apesar de atingir muitas pessoas é um mercado que ainda é novo e como tudo que é novo abre um leque de duvidas, nao é com a midia On que vai ser diferente. Os clientes e ate as proprias agencias que levam tudo de uma maneira mais tradicional não acreditam na potencia que a midia ON possui nos dias de hoje. Portanto acho que é de responsabilidade dos publicitarios da geração x,Y levarem o seu conhecimento sobre o assunto e mostrar que a midia ON hoje pode ser sim um bom negocio. Não precisando concentrar sua verba em tv aberta pois é uma midia que atinge um grande numero de pessoas. Lembrando que quando você esta on vc não tem um tempo em segundos cronometrado e pode abusar do mundo virtual. O que não pode ser feito na TV aberta.

    ResponderExcluir