segunda-feira, 5 de junho de 2017

Pesquisa Nielsen aponta que 70% das decisões de compra acontecem no PDV


70% das decisões de compra são no PDV. Nielsen realiza pesquisa “A hora certa de ativar o shopper”, que analisa o consumo.

Por -

Com tanta concorrência e com o consumidor cada vez melhor informado, as empresas estão investindo ainda mais em ações no ponto de venda, tanto nos ambientes físicos quanto nos virtuais, afinal, é no momento da compra que a decisão é realmente tomada. Segundo a pesquisa “A hora certa de ativar o shopper”, realizada anualmente pela Nielsen, cerca de 70% das decisões são tomadas na frente das gôndolas, sendo que 50% destas são feitas por hábito.

De acordo com a analista de mercado da Nielsen, Stephanie Biglia, durante o processo de compra, o shopper recebe infinitos estímulos a todo instante e, na impossibilidade de processar conscientemente todos eles no ato de compra, o consumidor acaba por tomar muitas decisões no “piloto-automático” e realiza suas escolhas baseado em fatores emocionais e intuitivos. “Por isso, em muitos casos, o shopper acaba levando em consideração (de forma inconsciente) fatores culturais e sociais, humor no momento da compra, necessidades de uso, dinâmica ou hábitos do local, assim como opções de compra, valores ou ações de marketing que têm mais destaque.”

Para a executiva, por conta disso, a indústria e o varejo devem avaliar cada vez mais suas ações  em relação ao consumidor que tem o poder de decisão da compra e, até mesmo, com as pessoas que influenciam o shopper antes do momento da aquisição.

Stephanie contou que, para a realização desta pesquisa, além das entrevistas, uma das ferramentas utilizadas pela Nielsen  foi o eye tracking, aparelho que monitora o movimento ocular das pessoas, permitindo ao pesquisador saber exatamente para onde a pessoa olhou, quanto tempo, quantas vezes e qual foi o caminho percorrido. Segundo ela, entre outros pontos, a ferramenta detectou que cada pessoa fica em média 15 segundos na frente de uma gôndola e foca sua atenção no máximo 1,6 segundo em cada ação no ponto de venda.

No Brasil
A pesquisa destacou que 61% das compras são planejadas, sendo que 54% destes shoppers dão prioridade ao tipo de marca e já saem de casa com esse poder de decisão. No restante, 17% das compras são feitas por impulso e em 22% das vezes o shopper já sabia que precisava do produto, mas lembrou apenas no ponto de venda, o que pode variar muito para cada tipo de produto.

De acordo com os dados apresentados pela pesquisa, na maioria dos países pesquisados o perfil dos consumidores é muito semelhante, mas alguns pontos são bastante distintos. No Brasil, por exemplo, 70% das ocasiões de compra ainda são de abastecimento ou reposição, bem diferente de uma compra de emergência, ocasião especial ou para consumo imediato.

Stephanie ressaltou que, nos Estados Unidos, o perfil é basicamente o mesmo. “Assim como no Brasil, apenas 7% dos consumidores vão fazer compras pequenas, o mesmo não acontece em países europeus, por exemplo, onde as compras menores chegam a 20%.”

Para a executiva esse comportamento do brasileiro é bastante cultural. “As pessoas começaram a adotar esse procedimento na época da inflação porque tinham que estocar produtos, já que, no dia seguinte, o preço já estaria maior. “Hoje, ainda temos reflexos desse comportamento, mas isso vem mudando aos poucos e devemos ter uma alteração significativa dentro de uns cinco anos.”

O estudo também detectou que, no Brasil, dependendo da missão de compra, o consumidor pode dar mais preferência para conveniência, variedade, qualidade, experiência, preços baixos, promoções, lançamentos ou vários outros.

De acordo com ela, variedade e promoções ainda são os principais fatores de escolha para os brasileiros, diferente de outros países onde costumam dar preferência a locais que ofereçam mais conveniência.

Decisão de compra
Ainda segundo o estudo, 52% da decisão de compra é toda dos shoppers na escolha de qual produto específico comprar, mas em 36% eles compram principalmente para satisfazer outras pessoas. Para outros 12% os shoppers têm parte da responsabilidade, mas consideram o desejo de outras pessoas na decisão. Ela lembrou que, por conta disso, é preciso saber o momento certo de falar com esse consumidor e saber como ativá-lo.

O Nielsen Shopper é um estudo global realizado em 12 países com aproximadamente 17 diferentes categorias por ano para entender as principais variáveis sobre comportamento do shopper. São abordados homens e mulheres, de 18 a 69 anos, responsáveis pelas compras de seus domicílios. O estudo utiliza a metodologia online, com uma amostra mínima de 1.900 casos por país e 300 casos por categoria em cada um deles.

Pessoal, o profissional de comunicação, em grande parte, é formado para o momento de planejamento do consumidor. Daí a ênfase em produtos midiáticos e de planejamentos estratégicos. Mas, conforme a pesquisa, boa parte dos consumidores decidem no ponto de venda. Como os profissionais de comunicação podem atuar neste cenário? Vocês poderiam usar argumentos que falamos ao longo de nosso semestre?

86 comentários:

  1. Existem diversas estratégias que podem ser usadas para influenciar decisões nos PDVs.
    Colocar os produtos perto dos caixas, posicionando-os na altura dos olhos do publico alvo, ou seja, para adultos na parte superior da gôndola, e para crianças na parte inferior, investir em promoters com degustações dos produtos, ações dentro de supermercados ou farmácias, por exemplo. Promoções com brindes também ajudam a estimular o interesse do cliente. Saber o perfil do seu consumidor e as variáveis que o levam a comprar o produto em questão, é de extrema importância para definir como ele será e onde ele será exposto no PDV.

    Patricia Gusso
    RA 315114175
    Noturno

    ResponderExcluir
  2. A partir de um cenário onde o PDV é estrategicamente importante, nós como profissionais de comunicação, precisamos repensar estratégias de atração e comunicação visual fácil e memorizável, para que o consumidor ao procurar um produto ou serviço em meio a tantas ofertas, tenha a lembrança da marca. Creio que uma boa estratégia de branding é essencial para a memorização e decisão de compra. Utilizando alguns argumentos deste semestre como estratégias, seria definir o perfil do público alvo e utilizar de estratégias como a escola de pensamento, para ser mais assertivo no momento da compra e tentar identificar possíveis ruídos para que esta mensagem seja repassada de uma forma clara e eficaz.

    Bruno Costa - 31428964

    ResponderExcluir
  3. Em época de crise haja pesquisa que consiga determinar a preferência de consumo no Brasil.
    Normalmente escolhíamos os produtos já pelo costume , preferência de marca.
    A preferência dos consumidores tem sido alterada cada vez mais com o reduzido poder de compra.
    Marcas tradicionais e de preferência tem sido substituídas diariamente por produtos similares de menor valor, e sendo guardadas para ocasiões especiais.
    Em tempos de crise empresas e profissionais de marketing e propaganda precisam realizar verdadeiros malabarismos para incentivar o consumo de várias marcas e produtos no mercado Brasileiro.
    Letícia de Aguiar Goulart
    Sala 16/17
    RA 31428260

    ResponderExcluir
  4. Como profissionais precisamos desenvolver estratégias nos PDVs, afinal eles são a vitrine do produto. Pode-se desenvolver estratégias para atrair cada público alvo, como cartazes, a disposição dos produtos nos PDVs, locuções e etc. São diversas as possibilidades, o que precisamos saber é quando e com qual público usá-las.
    GEFERSON MOREIRA MAGALHÃES
    RA 31427650
    PP NOITE

    ResponderExcluir
  5. Aluna: Flávia Lages
    RA: 31619949
    PP manhã

    Temos costume de ver algumas estratégias, como colocar produtos ao lado dos caixas, dessa forma uma pessoa ja pegou tudo o que queria mas no caixa na espera para passar seus produtos ela ve alguma outra coisa e resolve pegar de ultima hora. Degustações sao uma forma tentadora para o consumidor, ele come de graça, conhece o produto e a marca e ainda tem a possibilidade de levar na mesma hora sem antes ter tido a intençao de buscar por aquele produto/marca específica. Promoções sao uma ótima forma de atrair consumidores publico alvo e ate mesmo aqueles que nao tem costume de consumir o produto em promoção, e claro, chamar atençao para a promoçao com cartazes em destaque, e fazer uma promoção que vale a pena para ambos os lados. E por ai vai, acredito que tenha outras alternativas.

    ResponderExcluir
  6. As Pessoas agem mais pela emoção do que pela razão e algo chamativo pode acabar ganhando o consumidor. Muita das vezes quem está fazendo a compra são pessoas que tem uma necessidade, mas não sabem qual o melhor produto, até mesmo por que o melhor para uma coisa pode não ser o melhor para outra. Enfim, é nesta hora que os Pdv's entram com ações capazes de pescar o cliente.

    Fernando SOares Martins
    06º Período - Noite

    Fer

    ResponderExcluir
  7. uma boa estratégia de branding é essencial para a memorização e decisão de compra. Utilizando alguns argumentos deste semestre como estratégias, seria definir o perfil do público alvo e utilizar de estratégias como a escola de pensamento, para ser mais assertivo no momento da compra e tentar identificar possíveis ruídos para que esta mensagem seja repassada de uma forma clara e eficaz.
    314113261

    ResponderExcluir
  8. Como profissionais da comunicação, temos a obrigação em saber que em um PDV, o cliente deve ser influenciado desde a vitrine até o momento em que vai embora. Os comunicadores responsáveis pela disposição dos produtos e ate mesmo da criação da embalagem, devem pensar sempre no comportamento de seus consumidores ou publico alvo, e dessa forma executar estratégias de acordo com as influencias recebidas por seus clientes. Saber quais as motivações, fatores que influenciam e até mesmo um estilo de vida de seus consumidores, com certeza fazem uma estratégia de comunicação mais eficaz.

    Cássio Antunes
    31321479

    ResponderExcluir
  9. Como profissionais da comunicação, o nosso papel para o desenvolvimento de estratégias para conversão de vendas no PDV, é conhecer profundamente o nosso target, pois sabendo os seus costumes e comportamentos será possível "prever" suas atitudes na hora da compra e impulsionar motivações estratégicas a partir do seu estilo de vida.


    Fabrícia Helena de Souza Silva
    314120475 - noite

    ResponderExcluir
  10. Além das estratégias tradicionais mais óbvias, é preciso traçar novos caminhos para chegar a esse consumidor. Já que que ele está mais preparado para exposição a diversas vertentes e suas respectivas concorrências comerciais. Cada vez mais cresce a necessidade para melhora e aprimoramento de qualidade e experiência com o produto/serviço prestado. Estar diante dos olhos do consumidor é importante, mas ainda um pequeno fator influenciador na decisão de compra, quando inúmeros outros fatores são levados em conta nesse momento. Por tanto, um estudo aprimorado e específico do publico target é o princípio para decidir as melhores medidas a serem tomadas e de que maneira inovar pode ser a aposta certa.

    ResponderExcluir
  11. O consumidor ao chegar no ponto de venda deve ser encantado, nós como profissionais da área temos como obrigação instiga-los a tomar decisões de compra que beneficiem a empresa e a marca que nós representamos, mas como fazer isso? Entendendo suas motivações, os freios, saber em qual contexto de grupo social e classe que ele pertence esta no momento (pois pode variar de acordo com o momento econômico) e a partir daí planejar com base nos tipos e possibilidades de percepção.

    Fernando de Souza Santos
    314212531

    ResponderExcluir
  12. Naiara Patricia Nascimento
    R.A: 31425841 Turno Noite 6° período.

    Entendemos que os PVD’s se torna uma vitrine para o consumidor, e é muito memorável.
    As pessoas hoje buscam sempre ter novas experiências e serem surpreendidas de forma positiva pelas marcas de seus produtos de consumo. Acredito que se a decoração e ambiente deste PVD tivesse, de fato a cara do produto, como também de seus clientes, traria o consumidor para mais perto da marca, gerando assim a lealdade que muitas desejam alcançar perante seu público.

    ResponderExcluir
  13. O consumidor, apesar dos diversos canais que forneçam informações sobre o produto, é estimulado por uma infinidade de fatores. Uma boa gestão de branding é fundamental para contribuir no processo de memorização e escolha da marca diante da gigantesca vitrine que são os PDV, e, claro o trabalho acerca dos valores da marca, que se inserem como uma mercadoria necessária de se ter, mesmo quando não são. A distribuição dos itens também é uma boa estratégia para aproximar o produto do target.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Existem várias estratégias que podem fazer com que o consumidor tome a decisão no PDV. E estas já são sim utilizadas e cabe a nos, comunicadores saber, qual a melhor para o seu negocio e com qual terá mais resultado. Por isso conhecer o publico alvo é fundamental, assim como conhecer o o que os motivam ou desmotiva a ir ate lá e tomar a decisão de compra. Com isso, poderá fazer a estratégias ideias para seu público, aumentando, então, as decisões de compras dentro do PDV.

    Déborah Pimenta 5 período manhã

    ResponderExcluir
  16. É importante que o profissional de comunicação amplie as formas se comunicar a marca ao cliente, Além de pesquisas cada vez mais detalhadas, são necessárias experiências marcantes ligadas aos produtos, tudo dentro do pdv. A tecnologia pode ser ótima aliada para criar essas experiencias, devem haver parcerias consistentes entre pdv e marca, a fim de transformar o o pdv em uma atração e não somente em uma necessidade ou vitrine.

    Rodrigo Nascimento
    31412164
    PP Noite

    ResponderExcluir
  17. Para o comerciante, é muito importante montar um PDV bem organizado, pois a facilidade leva ao consumo, principalmente quando não se tem muitas opções de marcas diferentes, exemplo, sabão em pó perto do amaciante, são produtos que se completam, e ao comprar um e ver o outro em seguida, a possibilidade de compra é bem maior.

    Bruno Duarte
    R.A: 31420758

    ResponderExcluir
  18. Dentre as estratégias de venda, a personalização do PDV é essencial, pois, ela é a vitrine por onde o consumidor vê o nosso produto, um cliente logicamente presta mais atenção em uma vitrine bem organizada do que em uma bagunçada, por isso é importante a segmentação de produtos, pois um atrai a venda para o outro, são os chamados bens complementares. Nós como comunicadores devemos estar atentos a estas coisas para melhor orientar nossos clientes e entender melhor o funcionamento desta logística

    kamila christi da silva pontes
    ra: 316118076
    noite

    ResponderExcluir
  19. O ponto final é o momento da compra, ou seja, o momento mais importante do processo. O produto tem que estar bem localizado, o vendedor tem que estar bem informado dos benefícios. Temos sim que cuidar desta parte do PDV, pois ele é essencial.

    Bernardo Gouveia
    RA: 317123237
    6° Período

    ResponderExcluir
  20. É crucial saber explorar ao maximo o PDV, nos supermercados, as empresas brigam por ilhas para destacar seus produtos, a posição dele influencia muito na compra, assim como marca e embalagem. Por exemplo nas lojas Americanas e no hipermercado Extra, onde existem longa filas para o caixa onde ficam produtos, muitas vezes esse posicionamento estrátegico nos faz compra um chocolate, um chiclete ou algo assim.
    Ricardo Castro
    31421092 pp noite

    ResponderExcluir
  21. Na situação que o país está,é mais do que necessário explorarmos os PVD,já que eles são as portas de entradas para os produtos. De maneira objetiva e eficaz é possivél desenvolver tal estratégia de marketing para que as pessoas comprem além daquilo que elas foram comprar na loja, já que a maioria das pessoas vão até alguma loja comprar algo específico, então com a ajuda dos PVD a pessoas pode comprar além daquilo, aumentando assim o lucro da loja. É possível desenvolver estratégias que atraiam as pessoas ainda mais para os produtos.
    Karolaine Elias
    31514506

    ResponderExcluir
  22. Sabendo que o PDV é um dos grandes diferenciais para os consumidores na hora das compras, uma das abordagens que o profissional de comunicação poderá tomar é saber investir mais nos pontos de venda, criando mais atrativos para o consumidor fazendo com que ele se envolva e conheça mais o produto na hora da compra.

    Paulo Grossi.
    Noite.

    ResponderExcluir
  23. Há várias possibilidades que podem estimular os PDVs na decisão de uma compra, fazer uma sessão de degustação, colocar o produto em destaque em uma prateleira, fazer uma ação com o produto, dar brindes quando se compra um número expressivo, usar estratégias para que o consumidor identifique e crie uma familiaridade com a mercadoria. Fazer promoções no geral estimula uma futura compra, o consumidor gosta de ter a sensação de ter feito uma economia, quanto maior a exposição com criatividade maior a chance de muitos clientes escolherem determinados produtos.

    Emerson Fábio dos Reis - 31427942
    PP - Noite

    ResponderExcluir
  24. Diante deste cenário cabe ao profissional de comunicação utilizar ferramentas e estratégias que contribuam para esse momento de decisão. Fazer uso de ferramentas que consigam conquistar o consumidor diretamente, fazer ações e divulgações que sejam impactantes no âmbito cultural e particular. Acredito que seja papel do profissional analisar o perfil do consumidor para trabalhar a estratégia exata, ou seja, fazer uso de todas as teorias e ferramentas repassadas nas aulas que ajudam a entender o comportamento e a mente do publico consumidor.

    Larissa Freitas
    RA 31421085
    PP, noite.

    ResponderExcluir




  25. Sabrina Mares 31425824
    O papel do profissional de marketing em PDVs é, primeiramente, entender o seu público-alvo e então criar estratégias para divulgação de seus produtos de forma a aumentar a conversão em vendas. Pode-se investir em posicionamento estratégico dos produtos, promoções, e o foco em marketing de experiência para os clientes.

    ResponderExcluir
  26. Nome: Brenda do Nascimento da Silva
    R.A: 31425570
    Curso: PP - MANHÃ

    Relacionando o que foi descrito pela reportagem, o profissional de publicidade para incitar uma efetiva compra entre os consumidores de determinado produto deve ficar atendo á questões, como: A percepção do ambiente, e quem o frequenta. Seja no design de um produto, ou ambientação, é necessário que exista uma comunicação entre o ambiente, produto e o consumidor. Ações que não se relacionam a sua rotina ou conhecimento podem ser notadas como estranhas, e não ajudarem no processo de decisão de compra. A percepção é individual, porém seu processo têm itens como: expor o produto, chamar a atenção, e deixar que o consumidor o decodifique. Porém, se o publicitário for esperto irá ajudar neste processo de decodificação, seja com o auxílio do design, do contexto social ou cultural, e até do humor. Saber adequar as possibilidades para cada público-alvo facilita esse processo de compra instantâneo.

    ResponderExcluir
  27. Nome: Lucas Dornas Cruzeiro
    R.A: 31425838
    Curso: PP - Noite

    Para aproveitar que o fator de decisão do consumidor é no ponto de venda, temos que ter ações efetivas que conversem com esse consumidor. Para isso, é necessário entender o perfil do nosso público alvo e saber como ele se comporta, pois entender esses fatore serão muito importantes para impulsionar o consumidor adquirir o seu produto.

    ResponderExcluir
  28. Leandro Henrique Pimenta9 de junho de 2017 17:19

    Com certeza é importante olhar com bons olhos para o MKT sensorial, claro a partir de um estudo de público, entender ele é primordial para criar um ambiente adequado pra deixa-lo à vontade na hora da compra. Se é no PDV que a maioria dos consumidores se decidem, é no PDV que ele tem que se sentir a vontade, esquecer um pouco o corre-corre que o impede de gastar seu precioso tempo no meu ponto de venda.

    R.A 31425581
    PP Noite

    ResponderExcluir
  29. RA 31625887
    Luciana C. Colombi
    PP Manhã

    Como o shopper é responsável pela compra e a escolha do produto é em sua maioria definida no PDV, o que o profissional de comunicação pode fazer para atrair este shopper é chamar sua atenção com estratégias que vão desde embalagens diferenciadas, promoções, localização estratégica de produtos, até mesmo proporcionar uma nova experiência a estes compradores, por exemplo: Num espaço físico, degustação no PDV pode ser uma estratégia assertiva. Nas compras online: Interação com o produto, como testar cores de batons num avatar, é um diferencial. Criando assim uma aproximação maior entre a marca e o shopper e desse modo fazendo com que a decisão de compra seja efetivada através da sua percepção positiva e experiência com aquela marca.

    ResponderExcluir
  30. Como profissionais da comunicação, o nosso papel para o desenvolvimento de estratégias para conversão de vendas no PDV, é conhecer profundamente o nosso target, pois sabendo os seus costumes e comportamentos será possível "prever" suas atitudes na hora da compra e impulsionar motivações estratégicas a partir do seu estilo de vida.
    314113261- MATEUS PP NOITE 6

    ResponderExcluir
  31. As pesquisas apresentadas apontam que a maioria das decisões de compra acontecem no ponto de venda, contudo vimos que ocorre todo um processo na mente antes da tomada de decisão. A melhor estratégia então é trabalharmos para que o cliente seja cativado em todas essas etapas. Prestar atenção no produto, preço, promoção e praça adequados é o primórdio para que o cliente decida pelo produto que estamos vendendo.

    Suelen Fernandes
    6º Período
    31421080
    Noite

    ResponderExcluir
  32. Stephany Gomes Ribeiro12 de junho de 2017 07:34

    Nós, como profissionais de comunicação, temos o dever de envolver nosso consumidor, desde a entrada do ponto de venda, até o momento final da compra. Para isso, temos que pesquisar e conhecer a fundo o nosso target e público alvo, seus gostos, convívios, hábitos, etc. Só com pesquisas e estudando a fundo o nosso público, conseguiremos exercer da melhor forma o nosso papel como publicitários.

    Stephany Gomes Ribeiro.
    RA: 31412162

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  34. Aos comunicadores fica o diário desafio de criar/elaborar e executar uma estratégia eficiente de merchandising neste contexto. O marketing define o que e onde vende, enquanto o merchandising, como e por que vender. A identidade visual do PDV vai construir uma ponte entre marca e cliente em conjunto das percepções sensoriais, visuais e olfativas do consumidor, dependendo do que vai encontrar dentro do PDV em questão de atendimento, disposição dos produtos, designer do local inserindo o mesmo em um estilo de vida direcionada ao publico que quer atingir é o que vai definir o ato da compra.

    Mariana Clemente
    RA:314111928

    ResponderExcluir
  35. Muitas decisões acontecem no ponto de venda principalmente, pois muitos clientes querem conhecer fisicamente o produto antes de comprarem, ver se é como aparenta ser, experimentá-lo, verificar material, etc.
    O profissional deve aproveitar dessa chance em que o consumidor visita o ponto de venda e conquistá-lo alí, prendendo sua atenção, trazendo informações e, principalmente, as vantagens de tomar sua decisão por aquele produto.

    Bárbara Michetti
    RA:31514038

    ResponderExcluir
  36. É muito importante criar uma estratégia para motivar os consumidores a relizarem a compra nesses momentos de reflexão frente ao produto. Muitas das vezes, o posicionamento certo do produto, pode ajudar a despertar o desejo do público. Ralizar promoções ou dando benefícios aos clientes, induzindo-os de que vão ganhar algo,tambem pode ser decisivo para motivar o ato da compra.

    Celso L O Santos
    PP Una Liberdade/ noite
    RA: 31420766

    ResponderExcluir
  37. Compreender todo o processo de compra se faz necessário, a preocupação do comunicador vai além do famoso "chamar atenção" do consumidor, é fundamental entender suas necessidades e conhecer as estratégias para satisfazê-la. Neste caso, em que o consumidor decide pelo produto no PDV, podendo comprar por impulso ou hábito, alguns elementos podem fazer toda a diferença, como a disposição dos produtos e relevância das informações presentes na embalagem, que quando combinados com a publicidade a que este cliente já foi exposto podem garantir que ele faça a escolha certa.

    Alef Dias
    RA:31511731
    PP-Manhã

    ResponderExcluir
  38. Carine Loize
    RA: 32522526
    PP - Noite

    Diversas coisas podem ser usadas para estimular no PDV, como por exemplo colocar o produto em destaque na prateleira, dar brindes/mimos quase se compra uma quantidade maior do produto, área de degustação, promoções no geral para estimular a compra, pois o consumidor gosta da sensação de ter feito certa economia. O vendedor também precisa estar bem informado sobre o produto, é preciso de diversas formas para atua no PDV pois ele é essencial no processo de compra do consumidor.

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  40. Para conseguir que seu cliente decida pelo ato de compra de seu produto, as empresas estão tendo que optar por formas alternativas de chamar a atenção. "Ainda segundo o estudo, 52% da decisão de compra é toda dos shoppers na escolha de qual produto específico comprar, mas em 36% eles compram principalmente para satisfazer outras pessoas.”
    Métodos que utilizem o inconsciente do cliente para atraí-lo, tem sido muito utilizados. Como a exploração dos sentidos humanos, por exemplo, o cheiro e o paladar. Esses tipos de publicidade, vem sendo cada vez mais efetivo, por criarem uma experiência, que faça com que o consumidor tome a decisão de comprar.

    Marina Zauli
    6 período, manhã
    RA: 31426238

    ResponderExcluir
  41. A ideia é que o consumidor receba estímulos para que a decisão de compra seja tomada. Quando o produto está exposto ao cliente, é possível fixar o produto na memória do consumidor e mesmo que ele não compre, quando precisar, saberá onde encontrar. As mídias externas auxiliam no objetivo de venda, mas antes de tudo é necessário entender o que o consumidor precisa, suas motivações e desejos. A chance de atraí-lo para a loja é bem maior quando se sabe dos desejos, e com o produto final em mãos, é possível tornar a necessidade de consumi-lo muito maior com base em argumentos estratégicos.

    STEPHANY LEMOS
    RA 31621627
    PP - NOITE

    ResponderExcluir
  42. É necessário que se criem formas de atrair o consumidor para levar determinado produto. Um ambiente atrativo e confortável para que o cliente gaste mais tempo nas suas compras irão facilitar a decisão de seleção de produtos e até mesmo a compra por impulso.
    Estratégias de venda devem principalmente neste período de recessão econômica Brasileira devem ser priorizadas para que o consumidor continue sendo atraído pelos produtos costumeiros e não sejam esquecidos nas prateleiras.
    Letícia de Aguiar Goulart
    sala 16/17
    RA 31428260

    ResponderExcluir
  43. Realmente o PDV é muito importante e deve ser bem trabalhado na hora da venda do produto. Tudo começa pela organização do ambiente. Deve se ter um ambiente de acordo com cada segmento. Dependendo da loja ou supermercado, deve-se montar um ambiente para que o cliente consumidor ao entrar, sinta-se à vontade, bem recebido e confiante de que aquele lugar é confiável e seguro.

    Nós, seres humanos temos vários sentidos. Visão, tato, olfato, paladar e audição. Além de termos emoções. Como publicitários, devemos trabalhar em cima destes sentidos, pois cada pessoa reage de um jeito diferente para cada sentido.

    Dependendo do produto, deve-se dar amostra para serem degustados, tocados com as mãos, tem produtos que podem ser ouvidos, outros tem que ser cheirados e assim por diante. Mas algo muito valioso é a emoção, é saber trabalhar com as emoções de cada consumidor. Isto pode variar, pois cada um está de um jeito. Uns estão nervosos, outros estressados, outros emotivos, sensíveis, alguns apaixonados. As variações são de acordo como cada um vive o seu dia no trabalho, em casa com amigos, etc.

    Saber organizar os produtos nas gôndolas, prateleiras e bancas é muito importante. Saber qual produto colocar na altura dos olhos, qual deixar à disposição para ser tocado ou ouvido, é muito importante. Sentir a pessoa ao abordá-la, perceber se ela está de bom humor, feliz, triste, tudo isto é muito importante.

    Destacar produtos em promoção, colocar produtos perto de caixas. São muitas as formas de se trabalhar em PDV. Mas o importante é conhecer o cliente consumidor final. Pois é ele quem vai escolher e levar o produto.

    ResponderExcluir
  44. O papel do vendedor na hora da compra em lojas físicas é essencial. Não dá para colocar uma pessoa na linha de frente da sua loja, e na hora da venda essa pessoa não saber convencer o consumidor a levar aquele produto. Muitas vezes, não queremos uma pessoa no nosso pé na hora da compra, mas alguém que possa estar disponível para tirar uma dúvida. Ou então há pessoas que gostam de ter alguém perseguindo ela durante o tempo que ela está na loja. Cabe a esse profissional perceber e agir da melhor forma, para tornar a experiência de compra da pessoa inesquecível.
    Explorar cheiros, estímulos visuais, tato e paladar também ajuda e muito na hora de vender. Gostamos de interagir e fazer parte de algo e quando isso é proporcionado na hora da compra, a decisão se torna mais fácil. É possível fidelizar clientes, tornando a experiencia de compra um momento prazeroso e não apenas de pegar, pagar e levar o produto para casa.

    ResponderExcluir
  45. Para a efetivação de qualquer ação, é necessário conhecer bem o perfil do consumidor e isso deve se voltar, também, para os pontos de vendas. Neste caso é observar o perfil do nosso público alvo e saber como ele se comporta ajuda nas aplicações de tais ações. Deste modo é possível estimular o consumidor na compra de um produto ou serviço.

    ResponderExcluir
  46. È imprescindível atuação do profissional de comunicação, onde ele tem conhecimentos fundamentais para aplicar as técnicas necessárias para estar posicionando e ressaltando a marca chamando atenção do consumidor, como também conquistando e influenciando seu poder de compra de forma criativa e estratégica, com isso é importante observar posicionamento da marca perante ao consumidor, volume, identidade da marca, cores que condiz com cada ação desejada, localização, preço, tipo de produto exposto e etc. Para isso é mais eficaz não só aplicar técnicas visuais mas todas sensoriais possíveis, de forma que a marca seja mais marcante e com poder maior de ser lembrada na mente do consumidor, sendo uma experiencia positiva para decisão de compra.

    Caroline Amelia Inaibes Sabino
    RA: 314211494
    Noite

    ResponderExcluir
  47. Nós como profissionais de comunicação podemos atender os clientes, com planejamentos estratégicos de campanha, criação das artes, pesquisa de satisfação dos clientes, atendimento nas mídias sociais, produção de conteúdo para web, enfim temos varias vertentes onde podemos atuar. Chamar atenção do cliente e saber como aplicar promoções é essencial para o profissional de comunicação.
    Silvia de Lima Reis LBB Turno manhã, 7 período PP.

    ResponderExcluir
  48. Há grande estímulos que podem ser realizados no atendimento ao consumidor e posicionamento nos PDV's. Por exemplo, o posicionamento do produto na prateleira ou na vitrine acompanhado de um banner ou uma embalagem que se destaque pela sua aparência são pontos importantes que nós publicitários devemos nos atentar para fazer o produto ser o mais desejado pelo consumidor no ato da compra.

    Matheus Parreiras Junqueira
    RA 314210479 - PP Noite

    ResponderExcluir
  49. O importante é tentar entender o consumidor para que possa obter estratégias de produtos e ate mesmo prender o consumidor para tal compra. Focando em marketing, promoções, atrativos e deixando o cliente informado dos benefícios e aonde se encontra os produtos PDV. Ou seja, é de extrema importância que haja essa estratégia de comunicação para promover os produtos, para que possa haver uma visibilidade maior.

    RA: 31427941
    PP / Manhã

    ResponderExcluir
  50. E preciso entender o nosso consumidor, para criarmos estratégias para sempre estarmos presente e sermos a primeira opção. Muita da vezes com o marketing e ações direcionada para o cliente, usar táticas de tato,paladar, olfato, e até o modo que o produto é exposto para o cliente altera o seu modo de ver o produto.

    ResponderExcluir
  51. Além das estratégias tradicionais mais óbvias, é preciso traçar novos caminhos para chegar a esse consumidor. Para isso é mais eficaz não só aplicar técnicas visuais mas todas sensoriais possíveis, de forma que a marca seja mais marcante e com poder maior de ser lembrada na mente do consumidor, sendo uma experiencia positiva para decisão de compra.

    ResponderExcluir
  52. Cada vez mais o design sensorial está sendo utilizado para influenciar os consumidores na hora da compra. Como por exemplo, nas lojas da FARM você mal passa pela porta e já sente o cheiro das roupas que estão expostas nas araras. As pessoas se sentem tão influenciadas por esse cheiro que a griffe até vende o produto que borrifa nas roupas para seus clientes.

    Pensando para o lado do consumo, não é somente no poder de decisão de compra, nos museus também o desing sensorial é utilizado com o intuito de influenciar as pessoas a consumirem "cultura" que está sendo ofertada ali, não é atoa que podemos comparar museu com shopping centers. Onde os mesmo não possuem janelas, as pessoas ficam direcionadas somente para aqueles objetos expostos com o intuito de não tirar a atenção de nada.

    ResponderExcluir
  53. Os profissionais de comunicação, devem atuar neste cenário desenvolvendo estratégias pensando sempre em seguir as influencias recebidas pelo seu público alvo, pois o PDV é a vitrine do produto e por isso o profissional deve pensar sempre em motivar e atrair cada vez seus consumidores.

    Bianca Alencar
    31420753
    PP/noite

    ResponderExcluir
  54. Acredito que os profissionais de comunicação devem estar sempre antenado nas tendências que causam estímulos ao consumidor. Estar preocupado com todos os detalhes que estimulem o ato da compra. É necessário estar a frente considerando a quantidade de concorrentes, é necessário se colocar em posição de consumidor e estar atento aos feedbacks.

    Maria Clara Lopes
    314123611
    PP/manhã

    ResponderExcluir
  55. Uma estratégia para conversão de vendas no PDV é poder trabalhar ainda mais a percepção da pessoa, sabendo explorar ainda mais o marketing sensorial. Pois age diretamente na emoção do cliente, além de provocar resultados expressivos na percepção do consumidor quanto a identidade de marca e posicionamento de mercado. Fora também passar para as empresas a importância de um bom atendimento. Mas não pode esquecer de realizar uma pesquisa para poder saber aonde que deve ser mais explorado para as empresas terem um excelente resultado.
    Igor Matheus Martins Neto – 5ºperíodo - Manhã

    ResponderExcluir
  56. Izabella Cunha Borges19 de junho de 2017 16:43

    O ponto de venda pode ser trabalhado de forma bastante ampla pelo profissional de publicidade, tanto na criação árdua da fama/qualidade do produto, quanto na produção gráfica e ações no ponto de venda. É importante também bolar estratégias da jornada de compra. Alguns produtos por exemplo, são posicionados próximos aos caixas e filas para que o cliente não os esqueça. Os mais comuns são: snacks, revistas, refrigerantes, bomboniere e outros desta linha de consumo rápido e "para viagem".
    É necessário que o profissional se atente sempre a novas pesquisar e comportamento do consumidor, para que seus clientes estejam sempre na mente das pessoas.

    Izabella Cunha Borges
    RA: 31425800

    ResponderExcluir
  57. A partir do momento que a UX passa a ser o ponto principal das vendas, tanto no online quanto no offline, aprimorar o PDV é o ponto principal. As pesquisas qualitativas de mercado quando com um objetivo bem demarcado só tem a ajudar.

    ResponderExcluir
  58. Considerada a era do cliente, alguns pontos de venda vêm praticando o chamado Marketing de experiência, onde a jornada em que o cliente vivencia é vista como mais importante qualquer outro ponto. Desta forma o cliente seria cativado mesmo antes de comprar/utilizar o serviço, possivelmente o tornando um cliente fixo, o que é de grande vantagem para as empresas, já que no final o lucro seria uma consequência positiva.

    ResponderExcluir
  59. Nome: Katheryne Martins
    R.A: 31426983
    Noite
    O que o consumidor em sua maioria busca ao comprar um produto/serviço, não necessariamente seria esse produto em si, mas sim a experiência em que o mesmo o leva a ter. Portanto as empresas que focarem na experiência do cliente, mesmo que seja um ponto simples como colocar uma fragrância agradável no ponto de venda, atendimento cordial e de qualidade, facilidade no momento da procura do produto (tanto online quanto off-line), por mais que pareçam coisas obvias podem vir a mudar a mente do cliente no momento da decisão de uma compra futura, fazendo assim ele escolher a você e não a concorrência.

    ResponderExcluir
  60. Como profissionais da comunicação, o objetivo é antecipar a necessidade do consumidor, que muitas das vezes já sai de casa para realizar uma compra com o produto desejado em mente e outra parte está esperando algo que chame sua atenção. A partir daí podemos traçar e executar estratégias de acordo com a influencia recebida pelo consumidor. Ter noção que quais fatores que influenciam e/ou motivam o consumidor, baseados em seu estilo de vida corroboram para que se atinja uma estratégia mais completa e eficaz.

    Fernando Marques
    314111936
    PP Noite

    ResponderExcluir
  61. Como profissionais da comunicação , deveríamos levar em conta as decisões que o consumidor toma na hora de fazer as compras no PDV, levando em conta a essa porcentagem alta, deveríamos pensar em estratégias que desperte algo mais nos consumidores, como campanhas que estimule mais os sentidos do consumidor no PDV, juntamente com estratégias de marketing que o consumidor tenha uma experiência diferente pro consumidor desejar o produto ou serviço a ser vendido.

    Marlon Jóia
    RA:31321480

    ResponderExcluir
  62. Nos profissionais de comunicação devemos usar estrategias no PDV para chamar atenção dos consumidores, com ações que causem reações e consequentemente levem a compra do produto/serviço. Tendo uma noção de como o seu consumidor se comporta, maior a chance de sucesso na campanha.

    ResponderExcluir
  63. De acordo com o Gruppe Nymphenberg em um estudo recentemente realizado, 50% de todas as decisões de compra são tomadas espontâneamente e insconscientemente no PDV, cabe a nós então deixá-lo completamente atrativo para ativar essa decisão. Por isso, é importante saber as características necessárias para deixar o PDV o mais contextualizado possível para o consumidor.

    Bruno Henrique de Abreu
    RA: 31429666
    Turno: Noite

    ResponderExcluir
  64. Com as pesquisas apresentadas, podemos ver que o produto influencia o consumidor. Sendo assim nós como publicitários temos que elaborar estratégias para que o produto influencie o consumidor a comprar. Usando por exemplo a pesquisa do nosso público alvo é assim utilizar de meios de divulgações, degustações dentro de lojas, o produto em destaque dentro do campo de venda, como brinquedos mais à vista de crianças, produtos mais consumidos nos caixas, e prateleiras com mais visibilidade para o consumidor.

    RA: 31428823

    ResponderExcluir
  65. Letícia Nazarethe Nonato20 de junho de 2017 17:03

    O papel do publicitário é sempre tentar fazer influenciar o consumidor. Pois, como dito na pesquisa, o produto consegue influenciar o consumidor. Uma forma de influenciar é com o PDV. Para isso, cabe o publicitário deixa-lo atrativo e com características que atraia o público alvo.

    RA: 31427534
    Letícia Nazarethe Nonato

    ResponderExcluir
  66. No momento da compra é importante entender que o consumidor estará exposto a diversos outros estímulos e marcas. Mas um bom planejamento de marketing pode facilitar na relação da lembrança da marca. Ou seja, se a marca tem uma boa comunicação o consumidor estará recebendo estímulos para consumir aquela marca, e logo, quando estiver no super mercado ela virá a sua mente. Além poder gerar recursos visuais e de diferenciação do produto.

    Ra:31429351

    ResponderExcluir
  67. Há varias estratégias que podem ser usadas para influenciar nas decisões nos PDVs.
    Uma delas é de colocar alguns produtos próximo dos caixas, posicionando na altura dos olhos de seu publico alvo, para adultos na parte superior da gôndola, e para crianças na parte inferior por exemplo. Outra estrategia é o marketing de experiência, onde a experiencia em que o cliente vivencia é vista como um ponto mais importante, ele é cativado antes mesmo de efetuar a compra, podendo também se tornar um cliente fiel da marca.

    R.A 31426982
    PP Noite

    ResponderExcluir
  68. O publicitário é aquele que tem que ter uma visão mais ampla desse mercado, pois o objetivo é antecipar a necessidade do consumidor, que muitas das vezes já sai de casa para realizar uma compra de um produto desejado e sempre indo com a certeza que outro produto possa lhe chamar mais atenção, justamente por isso, os PDV's tem sempre que esta localizado em um ponto estratégico. Marketing é o foco principal, onde os clientes vão passar e serem impressionados.

    Thalita Souza
    PP- NOITE

    ResponderExcluir
  69. Estimular promoção visa gerar compras dos produtos, o mesmo fica em evidência e as pessoas tem um estimulo por ele que está em voga, podemos destacar várias formas de estimular pessoas PDVs em uma decisão de uma compra como deixar produtos específicos em destaques, fazer ações em centros de compras, colocar em prateleiras que tem um bom alcance da visão, usando estratégias para que o consumidor crie uma familiaridade com o produto e passe a comprar ele com frequência.
    Samara carneiro 31427388

    ResponderExcluir
  70. NAYARA MACHADO
    RA 31425576
    PP - Noite.

    Cabe ao profissional de comunicação, entender a relevância de um PDV e explorá-lo ao máximo. É o no PDV que ocorre o momento de exposição, atenção e compreensão do produto, Fatores essenciais para a decisão de compra. Um bom profissional de comunicação, precisa entender a jornada de compra do consumidor e utilizar ferramentas estratégicas dentro do PDV para atrair a atenção e alcançar o sucesso de vendas.

    ResponderExcluir
  71. Isabela Martins Lages de Souza
    31429261
    PP - Manhã

    Há diversos modos de se caracterizar um PDV. Primeiro, como profissional de publicidade, devemos lembrar de conhecer nosso público e assim poder fazer o planejamento que vai melhor atendê-lo. As coisas, altura, localização, movimentação são alguns dos fatores que podem influenciar na decisão de compra do consumidor no PDV. É interessante ressaltar que as diversas fases e acontecimentos pessoais do consumidor como indivíduo também interferem em sua decisão de compra.

    ResponderExcluir
  72. Exatamente por essa grande parte da tomada de decisão de compra ser já no PDV, que os profissionais de comunicação devem trabalhar no contexto total do produto, como design, frases, nome, localidade no PDV, entre diversos outros, para que o consumidor se atraia mais por determinado produto e outros não. Os profissionais de comunicação irão agir no planejamento do produto e da venda, pensando em conquistar e motivar os consumidores presencialmente, diante do produto. Argumentos estes, citados durante toda a matéria de Comportamento do consumidor no curso de graduação de Publicidade e Propaganda.

    Felipe Martins
    RA: 31425580

    ResponderExcluir
  73. O profissional de comunicação deverá conhecer bem o cliente, saber toda a sua vivência e como ele é estimulado para fazer as compras. Pensar em promoções, dar brindes, criar estratégias para atrair aquele cliente na hora da compramp PDV.

    Pedro Henrique Carvalho
    31420752

    ResponderExcluir
  74. Dentre as diversas estratégias a serem usadas nada sera melhor que conhecer a fundo através de pesquisas de comportamento , mercado entre outras . tudo que que você puder absorver de informação sobre aquele publico que pretende atingir sera de grande valia na hora de gerar a venda, tornando a concretização na hora que o cliente estiver frente ao produto desejado estando ele na altura certa no percurso da fila do caixa ou nas gôndulas e nas prateleiras .

    ResponderExcluir
  75. Aluna: Mayra Helloá Silva
    R.A: 315115593
    Tuno: Manhã

    Acredito que diversas podem ser utilizadas para o aumento das vendas e de consumo de produtos e serviços. A que eu vejo mais cabível é o merchandising. Usando o apelo correto e um impacto que crie expectativa no consumidor final, os mercados tanto varejista como atacadista só tem a ganhar. Basta aproveitar as oportunidades: melhorando a exposição (como aprendido no presente semestre), a comunicação e aplicando técnicas de marketing e merchandising (peças gráficas, planejamento e mídias indoor) é super possível tornar a gôndola algo rentável e grande vendedora em qualquer estabelecimento.

    ResponderExcluir
  76. Eduardo Marques
    RA 31624417
    Noite

    Acredito que as melhores formas do profissional de comunicação auxiliar e fomentar o aumento de vendas no PDV seriam com a sinalização atrativa de promoções e produtos, um design atrativo das embalagens procurando atingir não só o sentido de visão mas também outros sentidos como o tato e buscar orientar o representante quanto ao treinamento correto para os funcionários, com relação às características e diferenciais do produto trabalhado.

    ResponderExcluir
  77. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  78. Daniel de Oliveira
    31412173

    O planejamento para execução e elaboração dos PDVs são extremamente importantes e como explicado no texto fazem total diferença na decisão de compra do consumidor. Um exemplo disso são os pdv de artigos esportivos presentes nos estádios de futebol, são dependentes do retrospecto dos times, seus consumidores muitas vezes não saem de casa pensando em adquirir o produto, mas graças a estratégia usada o consumidor acaba adquirindo o produto.

    ResponderExcluir
  79. 314211866 Gabrielle esther
    Se antes falavam (não a Nielsen) em em até 85% de decisão de compra no pdv, podemos dizer que marcas com bons trabalhos de branding estão ganhando terreno? É o fim do merchandising? Isso mesmo! Aquele que estiver bem posicionado, com precificação, material de merchan e um preço competitivo, está um passo à frente para conquistar o consumidor!

    ResponderExcluir
  80. Com a crise as pessoas estão optando por adquirir produtos de menor custo, deixando de lado suas marcas preferidas, nesse momento os profissionais de publicidade devem inovar cada vez mais afim de atrair o público que atualmente está meio disperso devido a atual situação financeira em que nosso país se encontra.
    Cibele Rayane
    RA: 31425977

    ResponderExcluir
  81. Vivemos um momento no qual os consumidores e decisores de compras são mais flexíveis que anteriormente, e a decisão de compra de determinada marca é tomada não antes de sair casa mas sim na hora da visualização do produto. Seja pela diferenciação do valor monetário, baixo custo ou mesmo pelo valor agregado, fica claro que essa é uma tendência e os comunicadores devem dar atenção a essa mudança de comportamento, voltando o olha para o ponto de venda. Um produto disposto em um mercado sem nenhum atrativo, nesse cenário, será provavelmente deixado para trás.

    Iury Marques
    RA: 31425716
    Noite

    ResponderExcluir
  82. Entender o shopper é importante para trabalhar corretamente as diferentes categorias.Informações desse tipo permitem identificar aquelas que necessitam de esforços maiores dentro do ponto de venda para atrair o shopper e também possibilita saber quais exigem uma comunicação direta com quem consome o produto e não com quem compra.
    Bárbara Leite Moreira
    RA:314110521

    ResponderExcluir
  83. A melhor técnica e uma das mais usadas é o merchandising. Através dela o cliente terá o seu último contato com a marca antes do momento de compra. Abusar do merchandising é permitido, podendo explorar os 5 sentindo do cliente: Como por exemplo: Colocar um cheiro agradável e característico, deixar sua loja visualmente bonita (não poluir com muita propaganda), etc.
    Camila Luana
    31425573

    ResponderExcluir
  84. A compra por impulso é a modalidade em que você pode ter o controle ‘científico’ da situação. Não depende de vendedor nem de propaganda externa, mas basicamente de criar um ambiente propício e motivador no PDV.
    Cabe então ao profissional de comunicação entender as necessidades do consumidor e explicitá-las de um jeito atraente e vendável.
    Ana Clara Lopes
    31425713
    Noite

    ResponderExcluir
  85. Para a empresa que tem necessidade de expor seus produtos, é importante montar um PDV organizado e alinhado com a expectativa de compra do cliente, o consumo será influenciado pela facilidade de encontrar o produto. Em todas as empresas, o desejo é fazer o cliente gastar mais, para isso é necessário organizar o PDV de tal forma que o cliente encontre facilmente os produtos e que "um produto esteja ligado a outro", exemplo: sabão perto do detergente.

    Gustavo Fortunato de Almeida
    R.A: 317112860

    ResponderExcluir
  86. Gustavo Fortunato29 de junho de 2017 09:43

    Para a empresa que tem necessidade de expor seus produtos, é importante montar um PDV organizado e alinhado com a expectativa de compra do cliente, o consumo será influenciado pela facilidade de encontrar o produto. Em todas as empresas, o desejo é fazer o cliente gastar mais, para isso é necessário organizar o PDV de tal forma que o cliente encontre facilmente os produtos e que "um produto esteja ligado a outro", exemplo: sabão perto do detergente.
    Gustavo Fortunato de Almeida
    R.A: 317112860

    ResponderExcluir