terça-feira, 3 de maio de 2011

Não é uma Brastemp



Prezadas e Prezados,


Comentem o video a partir de dois pontos: o primeiro o impacto que teve (ou não) no seu modo de pensar 'publicidade'. Em seguida, reflita sobre as questões de grupo de referência que estamos vendo em sala.

30 comentários:

  1. Bom dia pessoal.
    Este não e o primeiro vídeo contra a brastemp e provavelmente não será o último.
    A brastemp começou a trabalhar o slogan "isso é uma brastemp ou isso não é uma brastemp" como forma de limpar um pouco sua cara. Isso eu não tenho dúvidas, agora com esse boom das redes sociais ficou mais fácil compartilhar seu problema com os outros.
    Este consumidor é um dos poucos que lutam por seu direito, talvez por se tratar da empresa líder de mercado, a grande maioria de nós podemos num sentirmos acuados em reclamar.
    A marca e considerada referência neste seguimento, mas como em toda empresa, existem problemas, que muitas vezes não são tratados como deveriam ser.
    Abraços
    André Ferreira Santana
    pp 6° manhã

    ResponderExcluir
  2. O vídeo nos mostra bem a indignação de um consumidor diante de um problema não resolvido por uma das maiores empresas do Brasil no segmento, a Brastemp.

    Atualmente, com as redes sociais, este tipo de problema vem ganhando cada vez mais a atenção das empresas pois, em questão de segundos, diversos consumidores ficam sabendo da revolta de um determinado consumidor e passam a notícia a frente, gerando um grande ruído para as grandes empresas.

    Este consumidor faz parte de um grupo de referência, composto por aqueles consumidores que lutam pelos seus direitos, que buscam de todas as formas a solução de seu problema.

    No meu modo de pensar publicidade, não houve muita alteração, pois vejo que as redes sociais irão se tornar cada vez mais importantes para empresas e consumidores, na medida em que nestas redes consumidores podem expressar sua insatisfação sobre determinado produto e essa insatisfação ser transmitida em questão de segundos para diversos outros consumidores. Por outro lado, empresas bem preparadas podem tirar proveito dessas redes sociais, aproximando-se cada vez mais de seus clientes.

    Luiz Cláudio Lessa
    6º PP Noite

    ResponderExcluir
  3. A brastemp como qualquer outra empresa tem suas qualidades e seus defeitos. Mas como esta empresa é vista como líder de mercado, nós consumidores criamos certo “medo” de bater de frente ou ate mesmo levar na justiça, quando o produto comprado vem com defeito. Se esse senhor tivesse algum medo de falar do problema que aconteceu em sua geladeira, ele simplesmente teria se calado e ficado com a geladeira estragada ou iria comprar outra e jogar fora esta. Isso é o que a maioria da sociedade faz, mas como esse senhor não teve medo e nem anseio de defender os seus direitos, ele lutou e divulgou para todos aqueles que consomem os produtos da Brastemp que não gostou do produto, quanto os próprios fabricantes que não estava satisfeito com o serviço. Acho totalmente correto a atitude desse moço e penso que nós como consumidores devemos lutar pelos nosso direitos quando eles não são atendidos

    ResponderExcluir
  4. O meu modo de pensar em publicidade muda com esse vídeo e todos os outros que estão presentes atualmente na internet, postados por clientes insatisfeitos pelo mal atendimento de empresas que constituem hoje o mercado nacional e internacional. Esses clientes hoje são fortes pelo meio de comunicação avançado e abrangente como é a internet e ganham força com muitos outros que também se encontram em situações parecidas e acabam 'infectando' outros clientes que não tem a reclamar mas acabam indignados com tanto descaso com o consumidor. Esses clientes, muitas vezes constituintes de grupos de referencias tem suas opiniões totalmente alteradas deixando de lado o que sempre acataram ao comprar determinada marca como a Brastemp.
    Portanto, virais são determinantes para que uma empresa que constroe sua imagem ao longo de anos, caia no esquecimento simplesmente por nao manter um bom relacionamento com seus clientes.

    ResponderExcluir
  5. o meu modo de ver a publicidade mudou um pouco ao ver esse video. gracas a tecnologia deu forca e voz aos consumidores, fica cada vez mais facil um cliente expor sua opiniao em relacao aos produtos. se a relacao empresa x consumidor nao for bem trabalhada a empresa facilmente tera seu nome exposto de uma forma negativa, gracas as redes sociais videos como esse circulem pelo pais em segundos mostrando a todos o descaso da marca com o consumidor. por isso as empresas estao dando cada vez mais atencao as redes sociais. pessoas como esse senhor sao poucas mas estao aumentando a cada dia, um video como esse pode facilmente alterar a intencao de compra de outras pessoas que gracas a internet pesquisam cada vez mais sobre os produtos que pretendem adquirir. por isso as empresas devem ficar atentas na relacao consumidor x marca antes que o "isso é ou nao é uma brastemp" tenha o significado inverso.

    Renata delfim PP manha

    ResponderExcluir
  6. O consumidor por medo de aparecer ou por simples falta de interesse não opina e não toma uma atitude quando é prejudicado. No entanto com o advento da internet onde qualquer pessoa pode se tornar um formador de opinião e aparecer publicamente está modificando este quadro, notamos que a situação financeiro do cliente em questão não é das mais críticas, notamos que se encontra em um condomínio e com um objeto relativamente caro. Esta atitude de ser um dos pioneiros no movimento de reclamação é bastante positivo pois incentiva os menos informados da sociedade a se organizar e se mobilizar na luta pelos seus direitos.

    Gabriel Aires PP Noite

    ResponderExcluir
  7. O consumidor mostra de todas as formas que ele tentou resolver o problema sem causar danos à imagem da Brastemp, porém devido ao descaso da empresa o consumidor que pertence ao grupo de pessoas que lutam pelos seus direitos e ao grupo de pessoas que utilizam as redes sociais utilizou seu espaço na internet para não apenas mostrar os transtornos que a Brastemp causou em sua vida mas também para informar aos demais consumidores presentes nas redes sociais a gravidade do problema levando essas pessoas a pensar quando forem adquirir um brastemp.
    O maior problema para a Brastemp agora é que a internet é um meio de comunicação livre onde as informações se espalham rapidamente causando às vezes danos graves a imagem de grandes empresas. Reverter essa imagem será bem complicado agora, e acredito que nem se o problema deste consumidor for resolvido e ele vier novamente à internet informando sua satisfação a imagem mudará, os danos já foram causados e estará na internet pra sempre e pra quem quiser ver.

    Izabella Machado PP Manhã.

    ResponderExcluir
  8. para mim,as empresas estao perdendo muito,por causa de pequenos detalhes como este ocorrido.
    eu penso como publicitaria que as empresas deveriam ser exatamente aquilo o que elas passam para os clientes atraves de suas "mega campanhas",pois o cliente deposita sua confiança neste determinado produto e infelizmente acabam se decepcionando, e no final da historia nos publicitarios é que recebemos o nome de mentirosos.è plausivel a atitude deste senhor ,pois ele participa de um grupo de consumidores que buscam mais respeito das empresas,eu com o olhar de consumidora acredito que as pessoas devem reivindicar sim pelos seus direitos,pois se ele pagou tao caro para ter o melhor,entao ele tem que adiquirir o melhor.
    TAMIRIS LOPES 6° PP NOITE

    ResponderExcluir
  9. Temos que tomar cuidado, pois não se sabe ao certo quem está por trás desse vídeo. Aliás, nenhuma prova foi mostrada pelo autor.
    Esse senhor, que se sente lesado, utiliza-se deste vídeo e da força da rede, passando a ser um formador de opinião e, de certa forma, um líder de grupos secundários.
    Para que essa mensagem penetre em um grupo primário, alguém desse núcleo deve ser influenciado por ela, para então expor a sua opinião perante ao restante do grupo, o que terá maior chance de aceitação por parte dos demais.

    ResponderExcluir
  10. Vimos neste vídeo um consumidor insatisfeito com a Brastemp, pois por muitas vezes reclamou o seu direito e não foi atendido. Hoje algumas ferramentas como You Tube, Facebook e Twitter, são armas poderosas que temos para mostrar ao mundo este tipo de situação.
    Este consumidor faz parte do grupo de referência que lutam pelos seus direitos, tem voz ativa e se destaca no meio dos outros.
    Reconquistar um cliente frustrado é muito mais difícil que tentar solucionar o problema, as empresas então devem ficar atentas, pois este tipo de ação está cada vez mais frequente na internet, o que é uma ameaça para sua imagem.

    Janaína Bueno / 6º período / P.P – Noite

    ResponderExcluir
  11. Quem dera se todos os consumidores se portassem como esse. As empresas seriam obrigadas a repensarem a forma de agir nesse casos.Agora que a internet é um meio de comunicação livre onde as informações se espalham rapidamente causando às vezes danos graves a imagem de grandes empresas, o consumidor ganhou mais uma arma nessa batalha que não deve ser menosprezada. Reverter uma imagem danificada será bem complicado agora, e acredito que nem se o problema deste consumidor for resolvido e ele vier novamente à internet informando sua satisfação a imagem mudará, os danos já foram causados e estará na internet pra sempre e pra quem quiser ver.Ao menos haverá mais trabalho para o mkt né...rsrs

    Miriam/ 6º período / P.P – Noite

    ResponderExcluir
  12. Esse é um bom exemplo, que mostra como hoje em dia um protesto bem feito por um cliente Sr. Oswaldo Borrelli, por causa do mal atendimento prestado pela Brastemp. Protesto foi muito bem feito o vídeo conseguiu um alcance maior, por intermédio do twitter ao ver o vídeo, percebemos o quanto o atendimento da Brastemp foi ruim. Um protesto bem feito por um cliente, pode causar impacto para a marca. As pessoas tem mal hábito de não reclamar proporciona o mal atendimento que existe hoje.

    Patrícia Brandão – P.P 6 noite
    Esse é um bom exemplo, que mostra como hoje em dia um protesto bem feito por um cliente Sr. Oswaldo Borrelli, por causa do mal atendimento prestado pela Brastemp. Protesto foi muito bem feito o vídeo conseguiu um alcance maior, por intermédio do twitter ao ver o vídeo, percebemos o quanto o atendimento da Brastemp foi ruim. Um protesto bem feito por um cliente, pode causar impacto para a marca. As pessoas tem mal hábito de não reclamar proporciona o mal atendimento que existe hoje.

    Patrícia Brandão – P.P 6 noite

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. No meu modo de pensar, a opinião do consumidor conta muito em relação à real qualidade do produto.

    A facilidade de compartilhar informações hoje está cada vez mais fácil e é natural que os consumidores fiquem apreensivos em comprar um produto de uma marca que não cumpri o que prega e que está sendo reprovada por um consumidor insatisfeito.

    As pessoas agora, pesquisam muito mais sobre uma marca antes de adquirí- la, sendo facilmente possível influenciar uma decisão de compra através de depoimentos negativos feitos sobre a marca.

    O consumidor que foi prejudicado pela Brastemp e que grava um vídeo para mostrar sua decepção referente à marca, acaba se tornando um formador de opinião, pertencendo a um grupo de referência secundário, pois está expressando sua opinião para um grupo de consumidores grande e que de certa maneira, são um grupo interpessoal e que partilham e se identificam com a marca.

    Lisabell Figueiras Calhau
    6º PP – Noite

    ResponderExcluir
  15. Com o advento das redes sociais, fica cada vez mais fácil os consumidores exporem sua opinião sobre um determinado produto ou marca, seja ela positiva ou negativa.

    Este vídeo é só mais um, entre inúmeros outros que estão disponíveis na rede, demonstrando a indignação das pessoas com produtos adquiridos e suas respectivas marcas.

    Por ser um meio de comunicação bastante democrático, a internet possibilita aos seus usuários uma rápida disseminação de informações, e as empresas devem estar atentas a isso.

    Neste caso, a Brastemp deixou de atender as expectativas de um consumidor, que tentou resolver o problema das mais variadas maneiras, mas não obteve êxito. Cansado de esperar e indignado com a demora para solucionar o seu caso, ele não viu outra saída se não levar a público o seu problema e dividi-lo com inúmeros outros consumidores que podem estar passando pelo mesmo problema e, muitas vezes, ficam calados.

    Como publicitários, temos que estar bastante atentos a situações como esta. A Brastemp promete em seus comerciais produtos de qualidade e estão sempre batendo nesta tecla. Mas não é isso que os consumidores estão encontrando quando precisam dos serviços da empresa. Não podemos ser complacentes com isso, não podemos aceitar vender uma coisa que a empresa não tem ou não se preocupa em realizar. Isso seria uma espécie de propaganda enganosa. Os consumidores pesquisam bastante antes de adquirir produtos, e vídeos como estes são bastante negativos para a marca.

    O consumidor em questão pertence ao grupo de referência secundário, onde sua influência sobre os demais se dá através da identificação com valores, ideais e objetivos comuns, neste caso, a insatisfação com produtos e marcas.

    Fernanda Fráguas Magalhães
    6º PP - Noite

    ResponderExcluir
  16. Ao meu ver, este vídeo mostra o lado negativo que poucos consumidores tem coragem de fazer, se expor as redes sociais.
    Mostrar sua indignação com uma marca que é reconhecida mundialmente.
    O status/reconhecimento que a Brastemp possui é o sonho de toda marca, pois ela é referencia no ramo de eletrodomésticos.
    De forma publicitária as redes sociais são um dos meio que pode tanto revolucionar quanto realizar a decadência da marca. “Não é o caso da Brastemp”
    A atitude que a marca irá tomar, é presentear o consumidor indignado com um novo produto, alarmando a mídia para que fiquem sabendo da sua ação. Depois vai deixar a poeira abaixar, para que todos esqueçam deste fato, para depois continuar vendendo inúmeros produtos como sempre fez. Pois as pessoas esquecem fácil destes acontecimentos pequenos, e a marca não efetuando nenhum tipo de publicidade faz com que eles esqueçam mais rápido ainda.

    ResponderExcluir
  17. DANIEL ASSUMPÇÃO PP/NOITE18 de maio de 2011 16:56

    DANIEL ASSUMPÇÃO PP - NOITE

    Bom, podemos perceber que as redes sociais cada vez mais merecem o olhar atento das empresas, a passo que um só cliente consegue modibilizar uma grande massa através dos meios digitais. Fatalmente esse cliente da Brastemp fará com que outros clientes em potencial, pensem duas vezes antes de comprar um produto dessa marca. Eu não sou totalmente a favor desse tipo de protesto. Penso que temos sim que buscar nossos direitos. O grande problema começa na falta de respeito que as pessoas tem com pequenos atos como jogar papel no chão e desperciçar a água. Digo isso porque, vejo que as pessoas conseguem fazer grandes mobilizações quando a questão financeira é afetada. Qualquer outro ato voluntário em benefício ambiental, por exemplo, por conta do comodismo, não é lembrado. Repito: Protestos e mobilzações, na maioria das vezes, buscam a resolução financeira. É válido, porém não deveria ser o principal estímulo.

    DANIEL ASSUMPÇÃO PP - NOITE

    ResponderExcluir
  18. MARCELA SALES PP NOITE
    Admito que meu olhar de publicidade sobre o protesto desse consumidor não é de espanto...Reflete a forte inclinação do consumidor 2.0 a coparticipar na elaboração das marcas e produtos. Dessa form ao publicitário tende a reaprender a dialogar com os clientes, cada vez mais questionadores e emergentes, e ainda com o advento das redes sociais favorecerem a viralização e eco de suas demandas.
    Debruçando sobre a temática dos grupos de referências, a atuação desse consumidor pode gerar “repulsa” em futuros consumidores que podem ou chegaram pensar em adquirir uma Brastemp. Portanto, a campanha do Oborelli instaura-se como uma fonte de informação relevante para decisão de compra de uma geladeira Brastemp ou quaisquer outro produto da marca.Tão importante, como consultar parentes, amigos e vizinhos

    ResponderExcluir
  19. Com o surgimento das redes sociais e facilidade de propagação de conteúdo via web, as empresas ficaram extremamente vulneráveis aos 'fóruns' e opiniões compartilhadas de seus consumidores. Uma pessoa que tem a iniciativa de reclamar seus direitos perante uma empresa líder de mercado, estimula e incentiva outros consumidores insatisfeitos a fazerem o mesmo. Essa troca de informações, experiências e impressões que as redes proporcionam ajuda a muitos consumidores no momento de decisão de compra. Pois muitos usam da internet e das redes sociais para buscar informações sobre produtos e empresas de interesse. E as impressões encontradas auxiliam nas escolhas de compra.
    A publicidade, atualmente, usa desses recursos para monitorar o que é falado de determinadas empresas na web. Esse monitoramento ajuda no controle dos erros cometidos pelas empresas e é muitas vezes usado como ferramenta de mensuração da imagem da empresa.

    Lorena Moreira - PP - Noite

    ResponderExcluir
  20. No ponto de vista publicitário o problemas como este apresentado no vídeo abalam muita a imagem e a credibilidade da empresam quando esta não está preparada para lidar com este tipo de problema. Com o auxílio das redes sociais a facilidade de difundir uma ideia é enorme e, portanto grupos secundários podem ter uma ligação interpessoal mais direta causando maior influência entre os consumidores de um mesmo produto. Isso pode ser feito tanto para o bem quanto para o mal de uma marca como é o caso do vídeo da Brastemp.
    Adriana Lucas

    ResponderExcluir
  21. Hoje em dia com a influência que as redes sociais exercem sobre as opiniões do consumidor certamente esse vídeo tem o poder de mudar e influenciar na opinião do consumidor frente a um produto.

    Temos de pensar que hoje em dia há menos barreiras na comunicação, de forma que um problema acaba sendo informado a milhares de pessoas em poucos minutos.Fato este que nos leva a observar que estamos em uma época na qual as empresas têm de zelar em dobro uma boa imagem.

    Se levarmos em conta o número de acessos de 788467 pessoas comprovamos que teve sim grande influencia no público, que demonstrou a sua insatisfação com a marca através dos mais diversos comentários, nos levando a observar que muitas pessoas passaram a pertencer a um grupo de referência que possui aversão a marca, afetando sua credibilidade.

    Camila Flores - 6º Período - PP - Manhã

    ResponderExcluir
  22. A publicidade é muito interativa, portanto não devemos criar um conceito sobre o que é ou deixa de ser, e sim estar alinhado com a tendência atual. Hoje em dia, com o aumento das reclamações dos clientes em redes sociais, as marcas devem estar preparadas para responder prontamente o cliente, auxiliando-o com o seu problema. Esta atitude gera nos outros consumidores da marca um reconhecimento de que aquela marca trabalha pelo bem estar de seus consumidores e faz com que o cliente insatisfeito não se torne uma pedra no sapato daquela Brand. O vídeo teve um alcance muito grande, o que nos faz pensar que os consumidores estão cada vez mais fortes em relação a sua opinião frente a um determinado produto. Podemos constatar que muito dos que costumam reclamar devem ter se identificado com este consumidor, e essa sensação pode desencadear atitudes semelhantes.

    André Ridolfi Aburachid
    6º PP

    ResponderExcluir
  23. Ao acompanhar o perfil do autor do vídeo no twitter, percebe-se que houve sim impacto, não só para os consumidores, mas principalmente para a Brastemp, pois após 5 dias com esse video na internet a empresa resolveu o problema do consumidor. o Impacto existe por causa dinamicidade atual das redes sociais. Estas tornam as pessoas mais próximas e valorizam o poder que uma informação tem, seja ela escrita ou audiovisual. Na verdade Acredito que, por ser Audiovisual, o impacto foi maior. O Autor soube usar as duas ferramentas que mais influenciam as pessoas, hoje, na internet.

    A Brastemp assim como quase todas as marcas que atendem o público brasileiro, de acordo com o que vemos em relação a serviços prestados, deve acreditar que este consumidor faz parte de grupos que não possuem atitude, mas vemos que este perfil tem mudado por causa das redes sociais e da internet, podemos ver isso através de sites como:

    www.meucarrofalha.com.br e http://www.youtube.com/watch?v=h0F18AVACnU&feature=related

    http://www.nuncamais.net/

    http://www.reclameaqui.com.br/


    Bárbara Soares PP/Noite

    ResponderExcluir
  24. Bruno Eduardo - 6 Período Manha2 de junho de 2011 12:11

    Hoje com o avanço total das redes sociais que está crescendo cada vez mais,assim mostra o consumidor perante ao produto. Com isso os valores,ideiais e objetivos assim no caso com a isatisfaçao de produtos e marcas. Com isso esse avanço tem se tortanado bem grande ,que sao informados a terem uma certa organizaçao e relacionamentos com o cliente.

    ResponderExcluir
  25. Hoje o consumidor ja tem uma noçao maior sobre seus direitos e quais pontos ele pode reivindicar.Mas essas questoes de opinar so comecou a se propagar com as redes sociais.Pois o consumidor tem a visao de criticas e sugestoes na venda e pos venda.
    E as empresas estao vendo que cada vez mais preocupadas com a opiniao do consumidor.Pois opinioes positivas ou negativas sobre a empresa/produto se propagam com maior intensidade nas redes sociais.
    E uma critica de um cliente em redes sociais vira uma bola de neve contra empresa em curto periodo.Com isso as empresas se preocupam cada vez mais com o relacionamento com o consumidor.

    Thiago Junio

    ResponderExcluir
  26. Os consumidores de hoje estão mais exigentes, querem as coisas certas, correm atras dos seus direitos. O acesso a informações hoje em dia, está muito fácil, e queimar uma marca no mercado, está cada vez mais facil com a internet, rede sociais. Marcas que tentam, hoje, passar seu consumidor pra "traz" acaba ficando queimada no mercado. Onde um ve a insatisfaçao do outro, começa comentar de sua propria insatisfaçao, levando ao conhecimento de todos.

    Rodrigo Costa Lemos - PP - Manha - 6º Periodo

    ResponderExcluir
  27. Os fracos tem sua vez…. Hoje se tornou comum e forte a opinião dos clientes insatisfeitos com empresas e produtos. Muitas vezes eles tem apoio de algum grupo, principalmente em rede sociais, onde muitos lutam pelos seus direitos e para mostrar os transtornos que a diversas marcas e empresas causam após um mal atendimento. Nesse caso, o video serviu para mostrar que a Brastemp causou, além dos problemas técnicos, vários problemas em sua vida particular. Serviu também para informar os demais clientes a gravidade do problema quando precisam do pós venda da Brastemp.
    
Hoje, a internet é livre, e as informações se espalham rapidamente. Desfazer dessa imagem negativa vai ser demorado e será precisa de um bom planejamento de RP, MKT e PP. Bem mais caro do que apenas resolver o problema do cliente.

    Carlos 
6° PP | Noite

    ResponderExcluir
  28. A Brastemp, como qualquer outra empresa, tem seus defeitos e qualidades, mas fazer isso com um consumidor é um absurdo. Na época que estamos vivendo, um vídeo desse pode trazer muitos prejuízos para qualquer empresa devido a facilidade com que as pessoas acessam a internet e consequentemente as redes sociais.

    Nesse caso o consumidor pertence ao grupo de referência secundário, pois através da identificação com valores e ideais, ou eja, insatisfação com a marca ele influencia os demais.

    Juliano Rabelo
    6º PP/Manhã

    ResponderExcluir
  29. Priscila Vedoveto - PP 6° período Noite28 de junho de 2011 11:12

    O comportamento do cliente não me causa espanto. Assim como a internet tem sido usada para publicidade de empresas e produtos, o consumidor também vem aumentando seu uso, seja para se pronunciar posita ou negativamente sobre produtos e serviços adquiridos.

    ResponderExcluir
  30. Boa tarde, eu acredito que este vídeo só demonstra o que muitos de nós consumidores temos sentido quanto a qualidade dos produtos brastemp. Eu sempre tive a marca Brastemp como a melhor do mercado, mas comprei um microondas Brastemp Single 18L no dia 29/08/11 e o mesmo veio com um barulho enorme, voltei a loja do extra no dia seguinte e troquei por outro microondas Brastemp igual, o mesmo problema persiste; pesquisei entao e descobri inúmeras reclamações do mesmo problema com outros consumidores. Será que a empresa nao percebeu o problema ainda? Não seria melhor retirar o produto e "fazer direito" para não lesar outros consumidores? Acho que se eles se preocupassem com a imagem da empresa já o teriam feito...

    ResponderExcluir